Exame/Ideia: Lula lidera com 45% ; e 53% não querem Bolsonaro reeleito

Pesquisa Exame/Ideia divulgada nesta quinta-feira, dia 23, confirma o que os levantamentos anteriores apontam, a vitória do ex-presidente Lula (PT), inclusive com possibilidade no 1º turno.

O levantamento foi realizado antes do escandalo do MEC, envolvendo o ex-ministro Milton Ribeiro, preso pela Polícia Federal. Entre os itens levantados a pesquisa perguntou aos entrevistas se Jair Bolsonaro merece ser reeleito. A maioria 53% disse NÃO.

No cenário estimulado: Lula (PT) tem 45%, Bolsonaro (PL) 36% , Ciro Gomes (PDT) tem 7%, Simone Tebet (MDB) 3% e André Janones (Avante) 1%. Os demais candidatos não chegaram a 1%. Brancos e nulos são 3% e indecisos 4%.

1.500 pessoas foram ouvidas entre os dias 17 e 22 de junho, por telefone, com ligações tanto para residenciais quanto para celulares. A margem de erro é de 3 pontos percentuais para mais ou para menos. Foi registrada no TSE com o número BR-02845-2022.

Exame/Ideia mostra Lula como único capaz de vencer Bolsonaro

Do Brasil de Fato

O ex-presidente Lula seria o único a vencer Jair Bolsonaro no 2º turno, caso as eleições presidenciais de 2022 acontecessem hoje.

É o que mostra pesquisa Exame/Ideia divulgada nesta sexta-feira, dia 23.

O levantamento mostra Lula com 40% das intenções de voto no 2º turno, Bolsonaro tem 38%. 

Bolsonaro venceria no 2º turno: João Doria, Ciro Gomes, Luiz Henrique Mandetta, Sérgio Moro e Eduardo Leite.

A avaliação do governo Bolsonaro é a pior desde o início da gestão, em janeiro de 2019: 54% desaprovam a maneira como o presidente trabalha.

A rejeição do governo Bolsonaro é maior entre as classes D e E, onde 55% manifestam uma opinião negativa sobre Bolsonaro.

Foram ouvidas 1.200 pessoas entre os dias 19 a 22 de abril. A margem de erro é de três pontos percentuais para mais ou para menos.

Prefeitos tem melhor avaliação na Pandemia; Bolsonaro, a pior

Da exame.

Pesquisa Exame-Ideia divulgada nesta sexta-feira, dia 9, revela prefeitos melhor avaliados na pandemia, o governo Bolsonaro é o pior.

O governo Bolsonaro tem 23% de ótimo/bom, governadores 29% e prefeitos 33% entre (bom e ótimo).

O levantamento ouviu 1259 pessoas entre os dias 5 e 7 de abril. A margem de erro é de 3 pontos para mais ou para menos. Aqui o relatório completo.

Pesquisa Exame/Ideia mostra queda para 26% aprovação de Bolsonaro

Pesquisa Exame/Ideia após a crise na saúde em Manaus e a forma como o governo agiu em relação a vacinação contra a Covid-19, e divulgado nesta sexta-feira, dia 22, mostra que a aprovação do presidente Jair Bolsonaro caiu de 37% para 26%, a maior queda semanal desde o início de seu governo.

A desaprovação é maior entre as pessoas de maior renda e de maior escolaridade: entre os que ganham mais de cinco salários mínimos, 58% não aprovam a gestão do presidente. No grupo dos que têm ensino superior, 64% desaprovam o governo federal.

A aprovação segue maior no Centro-Oeste com 36%, e os evangélicos. Nas outras regiões do Brasil, esse índice varia de 22% a 27%.

Entre os evangélicos, 38% apoiam o governo Bolsonaro, ante 20% dos católicos e 23% dos que declaram seguir outra religião. Aqui mais informações

Reprovação de Bolsonaro supera aprovação diz pesquisa Exame/Idea

Do Exame/Idea

A aprovação do governo do presidente Bolsonaro, que estava em 41% há duas semanas, caiu para 35%. A desaprovação passou de 31% para 38%. 

É a primeira vez em dois meses que avaliação negativa supera a aprovação. Aqueles que consideram o governo regular somam 27%.

A queda da aprovação e o aumento da desaprovação coincidem com o último mês do pagamento do auxílio emergencial, criado durante a pandemia de covid-19, e que acaba em dezembro.