“Lealdade é um valor inegociável”, Brandão sobre eleições no MA

O governador Carlos Brandão (PSB), ratificou nesta terça-feira, dia 3, a ‘lealdade’ como pilar para a disputa nas eleições 2022, quando concorrerá para o governo. O candidato ao Senado na chapa é o ex-governador Flávio Dino.

O ex-secretário de Educação, Felipe Camarão, deverá ser oficializado pelo PT no final de maio o candidato a vice-governador. O encontro de tática eleitoral do partido.

A manifestação do governador Carlos Brandão ocorre em meio ao debate político com a provável chapa encabeçada pelo senadores Weverton Rocha (PDT) e Roberto Rocha (PTB) respectivamente pré-candidatos ao governo e reeleição ao Senado.

Ambos foram eleitos senadores pelo grupo político liderado por Dino.

Obras da Ceasa e Camelódromo em Imperatriz viram elefantes brancos

Da Folha de SP

Após virar alvo das investigações da Polícia Federal relacionadas a ‘desvio de emendas’, agora o senador Roberto Rocha (PTB-MA), terá que explicar as razões da paralização de duas grandes obras em Imperatriz no Maranhão.

De acordo com Folha de SP, as obras da Ceasa (central de distribuição de alimentos) e do camelódromo em Imperatriz começaram com verbas federais da estatal Codevasf no governo Jair Bolsonaro (PL), mas não passam até agora de dois elefantes brancos no segundo município mais populoso do Maranhão.

O “padrinho” das obras é o senador bolsonarista e corregedor do Senado, Roberto Rocha (PTB-MA), que utilizou um mecanismo anterior ao das emendas de relator no Congresso para canalizar verbas federais para as construções.

Em uma entrevista à TV local, ele disse que as obras contavam com “100% de emendas do senador Roberto Rocha”.

A Codevasf foi entregue por Bolsonaro a partidos do centrão em troca de apoio político no Congresso, em especial para evitar a abertura de um processo de impeachment contra ele.

Em Imperatriz, a pior condição é a da obra da Ceasa, parada há mais de um ano e meio. Atualmente é impossível chegar ao local por via terrestre. Uma cratera impede a circulação de veículos pela estrada.

O camelódromo chegou até a ser inaugurado em outubro passado, mas não entrou em operação porque, após chuvas, surgiram problemas no teto e infiltrações nas estruturas do edifício. O custo total dos dois empreendimentos deve superar R$ 6 milhões.

Ministro do STF manda investigar o senador Roberto Rocha

Da Folha de SP

O ministro do STF, Ricardo Lewandowisck, autorizou investigação contra o senador Roberto Rocha (PTB-MA), por suspeita de envolvimento no esquema das emendas parlamentares destinadas ao Maranhão.

A determinação do ministro do STF teve como base manifestação da Procuradoria-Geral da República, após analisar documentos encontrados pela Polícia Federal.

“..acredita-se que as dívidas de Antônio José Silva Rocha (Rocha Filho) com Josival Cavalcanti da Silva (Pacovan) seriam quitadas por meio de recursos públicos repassados a municípios maranhenses, entre os quais Milagres do Maranhão e Barreirinhas, com a possível participação do senador Roberto Rocha..”, diz trecho da manifestação da PGR.

Em março deste ano, nesse mesmo inquérito, foram alvos da Polícia Federal três parlamentares federais do PL, entre eles, o deputado Josimar de Maranhãozinho do estado do Maranhão.

DPE, PGE e MP são acionados contra Roberto Rocha por transfobia

O governo do Maranhão através da Secretaria de Direitos Humanos e Participação Popular (SEDIHPOP), acionou nesta terça-feira, dia 26, a Defensoria Pública, Procuradoria Geral do Estado e o Ministério Público, para adotarem providências em relação a crime de transfobia do senador Roberto Rocha, contra a adolescente e influenciadora digital, Alex Brito, conhecida como ‘Bota Pó’.

Senadores maranhenses não subscrevem homenagem a José Sarney

O Senado Federal aprovou ontem terça-feira, dia 27, homenagem ao ex-presidente José Sarney pelos 91 anos que completou no dia 24 de abril.

O requerimento foi do senador Nelsinho Trad (PSD-MS).

Nelsinho Trad destacou fatos marcantes durante a trajetória de Sarney, como a Constituição de 1988. As quatro vezes que ele presidiu o Senado, e sua obra literária, que o levou à Academia Brasileira de Letras.

O requerimento foi subscrito pelos senadores Luiz do Carmo (MDB-GO), Eduardo Braga (MDB-AM), Rose de Freitas (MDB-ES), Marcelo Castro (MDB-PI), Lucas Barreto (PSD-AP), Simone Tebet (MDB-MS) e Eduardo Gomes (MDB-TO).

Curioso que nenhum dos três senadores maranhenses Roberto Rocha (PSDB), Weverton (PDT) e Eliziane Gama (Cidadania) subscreveram o requerimento de Nelsinho Trad, para homenagear José Sarney. (Com informações da Agencia Senado)

Carlos Brandão está de volta à presidência do PSDB no Maranhão

O vice-governador do Maranhão, Carlos Brandão, que presidiu o PSDB no estado no período de maior crescimento, usou as redes sociais nesta quinta-feira, dia 11, para anunciar seu retorno ao comando do partido.

“Estou de volta à presidência do PSDB no MA, mas sem me esquecer de quem me deu apoio nessa jornada: a todos os republicanos e republicanas que tão bem me acolheram, nas pessoas dos presidentes Marcos Pereira e Cleber Verde (..) Um partido com muita história: é o PSDB. Aceitei o convite para construir novos alicerces e contribuir para o seu fortalecimento, assim como já fiz. O partido volta a fazer parte do grupo de importantes aliados do governo. Vamos em frente!”, detacou Brandão.

Carlos Brandão estava filiado no Republicamos desde que Roberto Rocha, após articulação junto à direção nacional, tomou o comando do PSDB no estado, antes das eleições de 2018.

Márcio Jerry classifica Roberto Rocha como “vergonha para o Maranhão”

O deputado licenciado e atual secretário de Estado das Cidades, Márcio Jerry (PCdoB), nesta quinta-feira, dia 18, classificou o senador Roberto Rocha (PSDB) de “vergonha para o Maranhão”, que hoje apresentou requerimento solicitando explicações do ministro Alexandre de Moraes do STF, sobre a prisão do deputado Daniel Silveira (PSL-RJ).

“Senador Roberto Rocha em defesa do bandido Daniel Silveira quer esclarecimentos do ministro Alexandre de Moraes. Em verdade esclarecimentos de todo o STF. O PSDB já disse que ele não representa a posição do partido. E digo: ele é uma vergonha para o Maranhão” disse Márcio Jerry.

O senador Roberto Rocha, que está fazendo qualquer coisa para o Palácio do Planalto embarcar no seu projeto de poder no Maranhão, ao que parece decidiu fazer o que nem o presidente Bolsonaro fez, publicamente sair em defesa de Daniel Silveira e contra o STF.

“Apresentei requerimento no Senado solicitando que o ministro do STF, Alexandre de Moraes, seja convidado para esclarecer aos senadores o limite entre opiniões respaldadas pelo instituto da inviolabilidade parlamentar e opiniões que configuram conduta criminosa”, disse o senador no twitter.

A medida adotada pelo senador Roberto Rocha não foi recebida de modo positivo pelo PSDB, que se apressou em se posicionar em contrário “Não representa a posição do Partido”.

A prisão do deputado Daniel Silveira, que gravou e divulgou um vídeo com ataques ao STF e seus membros, foi determinada na última terça-feira, dia 16, pelo ministro Alexandre Moraes e confirmada no dia seguinte, pelos 11 ministros do Supremo Tribunal Federal.

Márcio Jarry enquadra novamente Roberto Rocha

O deputado federal, Márcio Jerry (PCdoB), enquadrou novamente o senador Roberto Rocha (PSDB), nas redes sociais nesta quinta-feira, dia 28, após tentar fazer média com Bolsonaro, ao dizer que os eleitos na Câmara e Senado estarão comprometidos com as pautas prioritárias do Palácio do Planalto.

“Senador, a pauta prioritário do Bolsonaro é agredir a democracia, ofender jornalista, ajudar o coronavírus, atacar direitos dos trabalhadores, defender milicianos , entre outros graves e ilícitos cometimentos”, rebateu Márcio Jerry.

Para Roberto Roch, o presidente se transformou em tábua de salvação política, uma vez que está nos últimos dois anos do mandato de senador, e suas chances eleitorais não são nada animadoras no Maranhão. Por isso, tem feito de tudo para agradar Bolsonaro.

“Aquele que assumir a presidência, tanto da Câmara quanto do Senado, estará comprometido com a pauta prioritária do governo Bolsonaro, que, além da reforma tributária, inclui a reforma administrativa, o pacto federativo, dentre outras reformas estruturantes”, disse Rocha.

A eleição para o Presidente da Câmara dos Deputados e do Senado Federal ocorrerá em 1º de fevereiro de 2021, durante o dia de abertura da 3ª Sessão da 56ª Legislatura do Congresso Nacional. 

2º turno acirrou troca de farpas entre Márcio Jerry e Roberto Rocha

No embalo do disputado 2º turno em São Luís, os parlamentares maranhenses Márcio Jerry (PCdoB) e Roberto Rocha (PSDB), em paralelo seguem acirrando um embate com insinuações, acusações e trocas de farpas nas redes sociais.

Neste domingo, dia 22, em resposta a mais uma provocação do senador, o deputado foi rápido em rebater.

Roberto Rocha citou Milor Fernandes, para atacar o governo estadual e o PCdoB, e insinuar que farão tudo para ganhar as eleições em São Luís. Em resposta Márcio Jerry disse que o senador, a família e seus amigos vivem às custas do ‘patrimônio’ alcançado com a política.

Bolsonaro visitará apenas São Luís e Imperatriz no Maranhão

O presidente Bolsonaro vem ao Maranhão apenas no dia 29, onde visitará apenas Imperatriz e São Luís.

A primeira informação era que ele visitaria também Açailândia e São Pedro dos Crentes, como havia informado o senador Roberto Rocha.

O objetivo é fortalecer campanhas alinhadas com o bolsonarismo em São Luís e Imperatriz., os dois maiores colégios eleitorais do estado.

Nesta semana, Bolsonaro cancelou agenda em Balsas, alegando, falta de apoio da PM do Maranhão. Prontamente desmentido pelo governador Flávio Dino e o secretário Jefferson Portela (Segurança).

(Com informação do Marrapá)