“Lealdade é um valor inegociável”, Brandão sobre eleições no MA

O governador Carlos Brandão (PSB), ratificou nesta terça-feira, dia 3, a ‘lealdade’ como pilar para a disputa nas eleições 2022, quando concorrerá para o governo. O candidato ao Senado na chapa é o ex-governador Flávio Dino.

O ex-secretário de Educação, Felipe Camarão, deverá ser oficializado pelo PT no final de maio o candidato a vice-governador. O encontro de tática eleitoral do partido.

A manifestação do governador Carlos Brandão ocorre em meio ao debate político com a provável chapa encabeçada pelo senadores Weverton Rocha (PDT) e Roberto Rocha (PTB) respectivamente pré-candidatos ao governo e reeleição ao Senado.

Ambos foram eleitos senadores pelo grupo político liderado por Dino.

Eliziane abandona ‘foguete’ e declara apoio a Brandão e Dino

O ‘foguete’, símbolo criado pelo senador Weverton Rocha (PDT) para definir sua candidatura ao governo do Maranhão, perdeu mais um importante tripulante nesta quinta-feira, dia 7, a Senador Eliziane Gama(Cidadania), que declarou apoio ao governador Carlos Brandão (PSB).

Eliziae e Weverton foram eleitores senadores juntos com Flávio Dino e Carlos Brandão em 2018.

“Respeito a decisão do colega Weverton em continuar com sua candidatura, mas vou pela unidade, reafirmando nosso apoio ao amigo Flávio Dino ao Senado e pra governador apoiaremos Carlos Brandão em nome do desenvolvimento do MA implantado pelo gov Flávio Dino (..) Destaco o convite que ele me fez pra integrar sua chapa como Senadora em 2018. Ao lado de Weverton Rocha e Carlos Brandão, nosso campo político teve uma grande e histórica vitória. Nas últimas semanas busquei com toda dedicação a unidade do nosso grupo (..) Finalizo deixando mais uma vez meu apelo ao colega Weverton Rocha para que fique conosco, em nome da unidade e do progresso do Maranhão, nesse grande projeto comandado por nosso líder Flávio Dino”, anunciou Eliziane, nas redes sociais.

“Vamos apoiar Carlos Brandão e ponto final”, diz Fufuca

O presidente do PP no Maranhão, André Fufuca, reagiu de maneira forte e definitiva nesta sexta-feira, dia 25, quanto a posição do partido no estado em relação ao apoio a Carlos Brandão (PSB).

“.. o progressistas tem comando e unidade no Maranhão. Vamos apoiar Carlos Brandão e ponto final..”, cravou Fufuca nas redes sociais.

A reação de André Fufuca se deu em resposta às especulações após a passagem do presidente da Câmara Federal, Arthur Lira (PP), ontem, quinta-feira, dia 24, acompanhado do senador Weverton Rocha (PDT) e vários parlamentares.

Arthur Lira se encontrou com o deputado Othelino Neto (PCdoB), presidente da Assembleia Legislativa do Maranhão, em seguida participou de agenda na FAMEM.

Pesquisa JP: Brandão 23% e Weverton 20%; Dino lidera para o Senado

Pesquisa JP (Grupo Jornal Pequeno) divulgada neste domingo, dia 15, mostra um cenário na disputa para o governo do estado entre o vice-governador Carlos Brandão (PSDB) e o Senador (PDT), que vinha sendo especulado ao longo da última semana.

No cenário estimulado o levantamento mostra Carlos Brandão na dianteira com 23% das intenções de votos contra 20% de Weverton. Na espontânea o vice-governador com 8% também esta na frente contra 6% do senador.

Para o Senado, o governador Flávio Dino, que deixa o governo no próximo dia 31, lidera com 51% as intenções de votos. Em segundo aparece o senador Roberto Rocha 22%.

Registrada na Justiça Eleitoral em 6 de março, a pesquisa ouviu 1600 pessoas em todo estado no período de 7 a 12 de março de 2022. A margem de erro é 2,45% para mais ou menos.

Othelino, Weverton e Pacheco cumprem agenda política em Imperatriz

O deputado Othelino Neto (PCdoB), presidente da Assembleia Legislativa do Maranhão, participou nesta quinta-feira, dia 24, ao lado do senador Weverton Rocha (PDT) e do presidente do Congresso Nacional, senador Rodrigo Pacheco (PSD), de agenda política em Imperatriz.

“Ficamos felizes com a vinda do presidente Rodrigo Pacheco a Imperatriz, principalmente, porque ele vem para anunciar recursos para a cidade, como a pavimentação de ruas e, também, se comprometeu com outras demandas do município. Aqui é um momento de soma de esforços e nós, como representantes da Assembleia, também fazemos parte dessa mobilização”, destacou Othelino Neto.

Foi realizada vistoria à obra de recuperação da BR-010 (Belém-Brasília), executada com recursos federais. Em seguida, houve uma coletiva de imprensa.

“Imperatriz sofreu com o problema das chuvas, tendo muitos bairros castigados e que precisam ter o nosso apoio pelo Senado Federal, assim como a educação e a saúde do município. Muito mais que visitar e conhecer a cidade, viemos firmar esse compromisso com a população, no sentido de poder contribuir com realizações efetivas”, garantiu Pacheco.

Participaram da agenda política os deputados estaduais Glalbert Cutrim (PDT), Ricardo Rios (PDT) e Wendell Lages (PMN), também o deputado federal Gil Cutrim (PDT), o senador Roberto Rocha (PSDB), o prefeito de Imperatriz, Assis Ramos, e o presidente da Federação dos Municípios do Maranhão (Famem), Erlânio Xavier.

DataIlha: Weverton 14,4% e Brandão 12,6%; tecnicamente empatados

Pesquisa do instituto DataIlha, divulgada nesta terça-feira, dia 15, mostra o senador Weverton Rocha (PDT), com 14,4%; e o vice-governador Carlos Brandão (PSDB), com 12,6%; tecnicamente empatados.

Pesquisa do instituto DataIlha, divulgada nesta terça-feira, dia 15, mostra o senador Weverton Rocha (PDT), com 14,4%; e o vice-governador Carlos Brandão (PSDB), com 12,6%; tecnicamente empatados.

Em outro cenário, quando é retirado o nome do ex-secretário Simplício Araújo. A disputa fica ainda mais acirrada entre Weverton com 14,7%; e Carlos Brandão, 13,1%.

 

Na consulta espontânea, quando não é apresentado nomes ao entrevistado, Carlos Brandão lidera com 5,4%.

Para o senado, a pesquisa DataIlha mostra Flávio Dino na liderança com 49,7%., contra o presidente da FAMEM, , Erlanio Xavier, com 9,9%.

Em outro cenário, entre Flávio Dino disputando o prefeito Lahésio Bonfim. O governador vence com 46,2%, contra o prefeito de São Pedro dos Crentes que tem 20,3%.

A pesquisa DataIlha também perguntou aos eleitores sobre a presidência da república. O ex-presidente Lula (PT), lidera com 49,8%.

Realizada entre os dias 8 e 11 de janeiro, pesquisa tem margem de erro de 2,2 pontos percentuais para mais ou para menos e intervalo de confiança de 95%. Foram ouvidos 2 mil eleitores, estratificadas por município, gênero, faixa etária, grau de escolaridade, renda e religião. Está registrada no TSE, sob o nº 00422/2022.

Pesquisa O Imparcial/Exata para governo do Maranhão

A primeira pesquisa O imparcial para o governo do Maranhão, aponta o senador Weverton (PDT), liderando nas intenções de voto na eleição de 2022, segundo pesquisa realizada entre 09 e 13 de fevereiro pelo instituto Exata.

No cenário com todos os pré-candidatos até o momento, os números são os seguintes: Weverton (PDT), tem 24%; Carlos Brandão (PSDB), 17%; Roberto Rocha (sempartido), 13%; Edivaldo Holanda Júnior (PSD), 10%; Lahésio Bomfim (PTB), 9%; Josimar de Maranhãozinho, (PL) 6%; Simplício Araújo (Solidariedade), 1%; Enilton Rodrigues (PSOL), 0%; Branco/Nulo , 8%; e Não sabem ou não responderam 12%.

Em um segundo cenário, em que apenas três nomes estão na disputa, Weverton se distancia ainda mais e aparece com 35% das preferências de votos; Carlos Brandão tem 24%; e Edivaldo Holanda Junior, 15%. Não sabem ou não responderam 14% e 12% disseram que anulariam o voto ou votariam em branco.

A pesquisa ouviu 1.413 pessoas em todo o estado, entre 9 e 13 de fevereiro, com margem de erro de 3,32 para mais ou para menos e confiabilidade de 95%, e registro no TSE 02686/22.

Deputado Othelino Neto se filiará ao PDT em março

O deputado Othelino Neto (PCdoB), presidente da Assembleia Legislativa do Maranhão, em coletiva de imprensa nesta segunda-feira, dia 7, anunciou sua filiação no PDT em março, partido presidido no estado pelo senador Weverton Rocha, pré-candidato ao governo.

A saída do PCdoB, partido pelo qual foi eleito duas vezes deputado estadual, para o PDT já era esperada e foi realizada de maneira cordata e tranquila. Othelino Neto apoia o senador Weverton para o governo do estado.

A decisão de Othelino tornou-se inevitável após o lançamento das pré-candidaturas do vice-governador Carlos Brandão (PSDB), que se filiará ao PSB nos próximos dias, e que tem apoio do governador Flávio Dino (PSB); do senador Weverton Rocha (PDT); e do ex-secretário Simplício Araújo (Solidariedade), todos ligados ao grupo governista.

Sobre a formação dos blocos partidários na Assembleia Legislativa, que passam a ter nova composição. Disse que em razão das eleições e das opções diferenciadas, partidos que estão juntos há oito anos, no mesmo grupo, vão se separar.

“Será apenas a dinâmica normal do Poder Legislativo e as disputas internas que são naturais. Os debates poderão ser acalorados, porém respeitosos”, destacou.

Quanto à Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Casa, Othelino informou que foram eleitos os pedetistas Márcio Honaiser para presidente e Ricardo Rios como vice-presidente. 

Dino destaca apoio do PT a Brandão e unidade com PSB e PCdoB

A temperatura nos meios políticos no Maranhão aumentou, após os encontros desta segunda-feira, dia 31, entre o governador Flávio Dino e lideranças partidárias da base de apoio ao seu governo.

Nesse contexto de ‘definições e indefinições’, chamou atenção o posicionamento do presidente estadual do PT, Francimar Melo, em apoio ao vice-governador Carlos Brandão ao governo, que deverá ter um petista companheiro de chapa.

O governador Flávio Dino deu destaque nas suas redes sociais à decisão do PT no Maranhão.

De acordo com, Francimar Melo, a decisão será confirmada no encontro de tática do PT no Maranhão, que acontecerá em março, e ratificada pela direção nacional do partido.

O fato é que o improvável entendimento não alcançou mesmo desejado. Três nomes oriundas do grupo à sucessão de Flávio Dino foram oficializadas hoje: Carlos Brandão (PSDB), que deverá até o fim de semana se filiar ao PSB; Weverton Rocha (PDT); e Simplício Araújo.

O senador Weverton Rocha foi o primeiro a anunciar nas redes sociais sua decisão.

Em seguida foi o vice-governador Carlos Branão, que também em coletiva de imprensa, confirmou seu compromisso em continuar o governo Flávio Dino, com sua candidatura.

O Secretário de Industria e Comércio, Simplício Araújo (Solidariedade), também aproveitou a temperatura alta na política no Maranhão, para anunciar que a partir de amanhã terça-feira, dia 1º, deixa a pasta no governo, para se dedicar à sua pré-candidatura.

“Muita calma nessa hora”, Chico Gonçalves sobre fala de Lula

O petista, Chico Gonçalves, Secretário de Estado de Direitos Humanos, nesta quinta-feira, dia 20, classificou de “polêmica hermenêutica” a repercussão e utilização da fala de Lula nos meios políticos e imprensa no estado, sobre a disputa ao governo do Maranhão.

Segundo ele, Lula não se posicionou de forma contrária ao candidato de preferência de Flávio Dino, mas que o líder petista foi claro ao dizer: “A gente apoia Flávio Dino. E o candidato de Flávio se for num partido que dê pra gente apoiar”.

“Entrevista de @LulaOficial provoca polêmicas hermenêuticas no Maranhão. Muita calma nessa hora”, disse Chico Gonçalves nas redes sociais: “A gente apoia @FlavioDino . E o candidato de Flavio se for num partido q dê pra gente apoiar. E tem o Weverton. Se eles se acertarem ótimo. Se não, paciência!”, disse Chico Gonçalves nas redes socias.

Quem também resolveu entrar no polêmico debate da sucessão ao governo do Maranhão foi o deputado Duarte Júnior (PSB). O parlamentar está defendendo a filiação de Carlos Brandão ao PSB, o que colocaria um fim, segundo ele, à dificuldade do PT apoiar o nome escolhido pelo governador Flávio Dino, para sucessão ao governo.

“E aí, bora resolver?! @LulaOficial não apoia candidato do PSDB. @carlosbrandaoma vem para o @PSBNacional40 e @ptbrasil indica o próximo vice-governador do Maranhão. Tá resolvido!”, Duarte Jr no twitter.

Para apoiadores do senador Weverton Rocha, a fala de Lula foi uma sinalização de apoio ao pedetista. Já para aliados do vice-governador Carlos Brandão, o ex-presidente apenas revelou uma dificuldade de aliança partidária.

O fato é que a declaração do ex-presidente Lula agitou muito mais os bastidores políticos no Maranhão, antes da reunião de 31 de janeiro, quando as lideranças da base de apoio ao governo definirão como e com quem caminharão em 2022.