‘Passaporte Vacinal protege a população e a economia’, diz Othelino

O deputado Othelino Neto (PCdoB), defendeu nesta sexta-feira, dia 14, seu projeto que determina apresentação do ‘Passaporte Vacinal’ contra a Covid-19 para acesso a estabelecimentos e eventos em geral, no estado.

Para ele a medida tem objetivo de proteger não só a população, mas, também, a atividade econômica.

“..Esse é o objetivo do projeto, proteger as pessoas e, também, a economia. Se nós não adotarmos iniciativas como essa e a rede hospitalar continuar sendo pressionada de forma crescente, medidas mais proibitivas acabarão se impondo, o que será prejudicial para a atividade econômica e para a vida das pessoas (..) Esse projeto de lei não visa tirar a liberdade de ninguém, mas garantir a liberdade daqueles que querem cuidar da sua saúde e, claro, respeitando a vida dos outros (..) temos até o início de fevereiro para que possamos, inclusive, aperfeiçoar o projeto. Por isso, esse período vai ser importante para que a gente possa acrescentar ou fazer alguma modificação no texto. A expectativa é de que, ainda no mês de fevereiro, seja aprovado pela Assembleia e encaminhado para a manifestação do governador Flávio Dino..”, destacou Othelino.

A iniciativa visa conter o aumento de novos casos de infecção pelo coronavírus e evitar que ações mais restritivas sejam tomadas, a exemplo do que vem acontecendo em outros países, principalmente na Europa, onde restrições a pessoas não vacinados já estão em vigor.

No Brasil, pelo menos 19 cidades já adotaram a obrigatoriedade do passaporte vacinal.

Adolescentes de 12 a 17 anos serão vacinados contra Covid-19 no MA

O secretário Carlos Lula (Saúde), anunciou na noite desta quarta-feira, dia 11, a vacinação de adolescentes de 12 a 17 anos em todo Maranhão, contra a Covid-19.

A ação é resultado da parceria entre as secretarias de Saúde e Educação do Estado. A vacinação começa a partir desta semana nas escolas estaduais de Paço de Lumiar.

Bolsonaro coloca mandato até 2022 nas ‘mãos de Deus’: “se Deus quiser”

O presidente Bolsonaro disse a apoiadores na manhã desta quinta-feira, dia 21, disse que “se Deus quiser” seu mandato vai até 2022.

“Lamento.., se Deus quiser vou continuar meu mandato e em 22 o pessoal escolhe. Tem muita gente para escolha. Eu espero que os bons se candidatem, não deixa os mesmos vim ser candidato”, disse Bolsonaro na saída do Alvorada.

A fala de Bolsonaro ocorre em meio o aumento da pressão por impeachment, reforçado pelo colapso na saúde em Manaus e os reflexos negativos para o governo em relação a vacinação contra o Covid-19.

A declaração de Bolsonaro foi transmitido com cortes por um site bolsonarista. (Da Folha de SP)

Governo alinha logística do plano de vacinação contra a Covid-19 no Maranhão

Secretarias de Estado da Saúde, Governo e Segurança (SSP) se reuniram, nesta quinta-feira, dia 14, e alinharam as estratégias para receber e distribuir a vacina contra a Covid-19 no Maranhão.

O encontro aconteceu no Palácio dos Leões, e contou com a participação do secretário, Carlos Lula, Diego Galdino, e representantes da Polícia Militar, Corpo de Bombeiros e Secretaria de Segurança Pública. 

“Acreditamos que até o final deste mês estaremos iniciando o processo de imunização. Dessa maneira, é importante priorizarmos a segurança e, ao mesmo tempo, a celeridade durante a recepção e distribuição das doses. Nosso objetivo é continuar fazendo aquilo que temos feito desde o início da nossa gestão, que é cuidar das pessoas, e durante o enfrentamento à Covid reforçamos ainda mais este compromisso vital”, disse Carlos Lula. 

A Segurança dará apoio no transporte e distribuição das vacinas aos municípios. As vacinas virão de Fortaleza (CE) com destino para São Luís. Na capital, serão encaminhados para a Central Estadual de Distribuição e direcionadas às 18 Regionais de Saúde do estado e Região Metropolitana de São Luís.

Todo o processo deverá ser realizado em até três dias, com uso de vans refrigeradas e transporte aéreo. 

“Cada um dos presentes terá grande papel nesta mobilização. Acreditamos que ela poderá ser referência não apenas no estado, mas também para todo o país. Contamos com o planejamento que cada prefeitura está fazendo para executarmos com sucesso o Plano Estadual de Vacinação”, destacou Diego Galdino.  

Conforme o Plano Estadual de Vacinação, o cronograma de imunização contra a Covid-19 foi dividido em três fases. Na primeira fase estão os trabalhadores de saúde; pessoas de 75 anos ou mais; pessoas de 60 anos ou mais institucionalizadas; população em situação de rua; população indígena, aldeada em terras demarcadas; povos e comunidades tradicionais ribeirinhas e quilombolas.

A previsão dada pelo órgão federal é para que a vacinação comece simultaneamente em todos os estados na próxima semana. 

A Secretaria de Estado da Saúde garantiu o envio de 4 milhões de insumos, entre seringas e agulhas, aos municípios. Ao todo, o Maranhão conta com mais de 2 mil pontos de vacinação.

Eduardo Braide anuncia nomes para Saúde, Cultura e SEMDEL

A escolha do cardiologista Joel Nunes para pasta da Saúde em São Luís já era esperada, no inicio da tarde desta quinta-feira, dia 31, foi confirmada e anunciada por Eduardo Braide.

Pós-graduado em Gestão Pública e Conselheiro do CRM-MA, ficou na primeira suplência de vereador em São Luís, participou ativamente da campanha de Eduardo Braide, e também da equipe de transição do prefeito eleito.

“Acompanhei a transição de governo desde o início e estou ciente dos desafios que a gestão de @eduardobraide enfrentará. Ao lado de uma equipe preparada, cuidaremos da saúde de São Luís e a daremos à população ludovicense a saúde que merecem e tem direito. Conta comigo, São Luís!”, disse Dr. Joel nas redes sociais.

Outras duas pastas tiveram os nomes dos titulares anunciados, o cantor e compositor Marco Dualibe (Cultura), e o professor e administrado Ricardo Diniz (SEMDEL)

Eduardo Braide terá Orçamento previsto de R$ 3,5 bilhões para 2021

A Câmara Municipal de São Luís aprovou nesta terça-feira, dia 29, em sessão extraordinária a Lei Orçamentária Anual (LOA) de 2021.

A LOA prevê todo o orçamento a ser seguido pelo Executivo Municipal no ano seguinte. A previsão está orçada em R$ 3.501.640.568,36. A prioridade para 2019 será a Saúde, com R$ 964.455.694,00, e Educação, com R$ 714.699.341,12.

“A lei tem praticamente o mesmo valor da LOA anterior, apenas com uma pequena alteração. A previsão pode ser bem trabalhada e vai depender da criatividade do próximo gestor em executar o orçamento”, destacou o vereador Gutemberg, presidente da Comissão de Orçamento.

Nove vereadores apresentaram cerca de 70 emendas para auxiliar na distribuição do orçamento.

“Vivemos ainda em um cenário de incerteza por causa da pandemia. O ambiente também é complexo, porque a LOA foi elaborada por um prefeito e será executada por outro. No entanto, a Câmara estará presente para ajudar o prefeito a fazer uma boa administração nos próximos anos”, disse o relator da LOA, vereador Raimundo Penha.

O presidente da Câmara Municipal, vereador Osmar Filho (PDT), lembrou que a LOA é uma das peças mais complexas a ser definida.

“Nós vamos entregar uma lei que vai permitir o prefeito governar e proporcionar melhoria de vida para a população de São Luís”, disse.

Deputado Maranhãozinho atribui ‘Operação Descalabro’ a perseguição política

O deputado federal, Josemar Maranhãozinho (PL), se posicionou através de nota nesta quarta-feira, dia 9, sobre a ‘Operação Descalabro’ realizada hoje pela Polícia Federal no Maranhão. Principal alvo, o deputado atribuiu a ação da polícia à sua intenção de disputar a eleição para o governo do estado em 2022.

O deputado estranha que a operação tenha surgido justamente, pouco tempo depois de reafirmar sua candidatura ao governo em 2022 e, coincidentemente, a uma semana após ser alvo de uma série de ataques dos adversários onde alguns, inclusive, chegaram a usar as redes sociais para comemorar ação de hoje, enquanto outros usaram seus assessores para anunciar em blogs, antecipadamente, que ele seria alvo da PF“, diz trecho da Nota do deputado.

De acordo com a Polícia Federal, o deputado Maranhãozinho destinou cerca de R$ 15 milhões através de emendas parlamentares, para os municípios maranhenses que são seus redutos eleitorais. Após receberem os recursos, foram firmados contratos fictícios com empresas “de fachada” em nome de terceiros, mas que seriam pertencentes ao deputado, em nome de terceiros, desviando, assim, o dinheiro público. As empresas sacavam em espécie e o dinheiro era entregue ao parlamentar, no seu escritório parlamentar em São Luís.

NOTA

Acerca de matérias jornalísticas publicadas na imprensa maranhense, tratando de operação deflagrada pela Polícia Federal na manhã desta quarta-feira (09), cujo alvo foi o deputado federal Josimar Maranhãozinho (PL), em respeito à sociedade maranhense, a assessoria de comunicação do parlamentar faz este comunicado com base nos esclarecimentos abaixo narrados, para que se restabeleça a verdade dos fatos, equivocadamente divulgados em blogs, portais e emissoras de rádio e tv:

1 – O deputado federal Josimar Maranhãozinho foi tomado de surpresa em relação à operação realizada pela Polícia Federal nesta quarta-feira (09). O parlamentar está tranquilo e se coloca inteiramente à disposição da Justiça para elucidar qualquer fato que seja necessário;

2 – Como não tem nada a temer, Maranhãozinho reafirma, como sempre, seu total apoio à apuração dos fatos, desde que respeitados o devido processo legal e o amplo direito de defesa;

3 – Lembra ainda que, como deputado federal destinou mais de R$ 15 milhões aos municípios maranhenses, mas os recursos foram distribuídos e aplicados de forma legal prova disso, por exemplo, que o relator do inquérito na Justiça Federal não teria encontrado nenhum indício que pudesse autorizar prisão de algum dos investigados;

4 – O deputado estranha que a operação tenha surgido justamente, pouco tempo depois de reafirmar sua candidatura ao governo em 2022 e, coincidentemente, a uma semana após ser alvo de uma série de ataques dos adversários onde alguns, inclusive, chegaram a usar as redes sociais para comemorar ação de hoje, enquanto outros usaram seus assessores para anunciar em blogs, antecipadamente, que ele seria alvo da PF;

5 – Sobre o dinheiro encontrado em sua casa e escritório, esclarece que não existe nenhuma irregularidade já que o montante sequer ultrapassa o teto, informado à Receita, por meio da Declaração do Imposto 2020. Além disso, cabe informar ainda que o montante em especie que foi encontrado em seu poder são oriundos de sua atividade pecuária e empresarial, fatos que serão comprovados posteriormente;

6 – Por fim, para comprovar a veracidade dos fatos, anexamos cópias dos IR 2020 e do relatório de convênios assinados com recursos de emendas. Reitera que a sociedade maranhense pode continuar confiando na sua conduta, na certeza de que uma apuração isenta e justa resultará no pleno esclarecimento das denúncias. Além disso, o deputado reafirma que não irão lhe intimidar quanto ao seu desejo de concorrer na disputa majoritária de daqui a dois anos.

Deputado do Maranhão é alvo da ‘Operação Descalabro’ deflagrada pela Polícia Federal

A Polícia Federal deflagrou, nesta quarta-feira, dia 9, a Operação Descalabro que apura suposto esquema criminoso no Maranhão voltado ao desvio de recursos públicos, da área da saúde, por meio do direcionamento de licitações. Estima-se que a fraude pode ter gerado prejuízo de R$ 15 milhões aos cofres públicos.

Segundo a PF, um Deputado Federal do Estado do Maranhão teria desviado dinheiro de suas emendas parlamentares à área da saúde, de abril a dezembro de 2020.

Segundo apurado pela Polícia Federal, o Deputado destinou emendas parlamentares, no montante R$ 15 milhões, para os municípios do interior do Estado do Maranhão, seu reduto eleitoral. Os Fundos Municipais de Saúde, ao receberam os recursos, firmaram contratos fictícios com empresas “de fachada”, pertencentes ao Deputado, que estão em nome de interpostas pessoas, desviando, assim, o dinheiro público. Posteriormente essas empresas efetuaram saques em espécie e o dinheiro era entregue ao Deputado, no seu escritório regional parlamentar em São Luís.

Em uma investigação iniciada pela Polícia Federal, quatro meses atrás, conseguiu-se não apenas constatar os desvios, como também acompanhar os saques e realizar o registro de áudio e vídeo da distribuição dos valores no escritório regional do parlamentar.

A investigação corre em sigilo perante o Supremo Tribunal Federal.

O Ministro Ricardo Lewandowski autorizou o cumprimento de 27 de mandados de busca e apreensão na cidade de São Luís e no interior do Maranhão, determinando o bloqueio de mais de R$ 6 milhões em patrimônio do parlamentar federal, entre outras medidas diversas da prisão.

O trabalho conta com a participação de 98 policiais federais. As penas se somadas podem chegar a 34 anos.

O nome da operação foi dado em razão do prejuízo pesado causado aos cofres públicos em plena época de pandemia.

Covid-19: Inquérito Sorológico no Maranhão será divulgado segunda (24)

O Inquérito Sorológico realizado no Maranhão com objetivo  de estabelecer um parâmetro sobre o quadro da pandemia no estado será divulgado na próxima segunda-feira (24).

Realizado pela Secretaria de Saúde do Estado o Projeto “Prevalência de infecção por COVID-19 no Maranhão” foi desenhada por pesquisadores da Universidade Federal do Maranhão (UFMA). Também contou com apoio de profissionais da saúde do estado e dos municípios.

“Na segunda-feira, vamos divulgar o resultado do Inquérito Sorológico realizado em todas as regiões do Maranhão. Acreditamos que, quanto mais dados, melhor será o combate ao coronavírus. Seguimos nessa luta em proteção às famílias do nosso Estado”, anunciou Flávio Dino.

A pesquisa populacional domiciliar por amostragem estabelecerá uma estimativa das prevalências de anticorpos contra o vírus SARS-CoV-2 no Maranhão.

O projeto contemplou 120 setores censitários distribuídos, em 69 municípios das 19 regiões de saúde do Maranhão. 

Hospital da Ilha em São Luís está com mais de 40% construído

 

24544_hospital_da_ilha_jul2020_3_3521470781172404551
Hospital da Ilha, a maior obra da saúde do Maranhão/Foto: Leandro Sousa

A maior obra na área de saúde do governo Flávio Dino, o Hospital da Ilha, com investimentos que chegam R$ 195 milhões, está com mais de 40% construído.

O Hospital está sendo construído no Turú, Av. São Luís Rei de França, em São Luís.

“Com uma estrutura moderna, será totalmente equipado, para funcionar como Hospital de Urgência e Emergência, atendendo ao desejo antigo de toda a região metropolitana da Ilha” afirma Clayton Noleto, secretário de Estado da Infraestrutura.

Na primeira etapa, serão entregues 212 leitos, distribuídos em sete blocos de atendimentos; na segunda etapa, serão totalizados aproximados 400 leitos de internação e Unidade de Terapia Intensiva (UTI).