Wellington finalmente anunciará apoio hoje, se vai interferir no pleito é outra coisa

Após ser retirado das eleições em São Luís, pelo próprio PSDB comandado no Maranhão pelo senador Roberto Rocha, o deputado Wellington do Curso, anunciará nesta quinta-feira, dia 15, seu apoio a prefeito de São Luís, às 15h, no Hotel Luzeiros.

Nos bastidores políticos, inicialmente a especulação maior era de tendência do para Duarte Jr (Republicanos). Mas, agora o favorito é Neto Evangelista (DEM), que deverá ser o escolhido.

É esperar o anuncio de Wellington e conferir se influenciará nas Eleições na capital

Wellington do Curso diz que seu candidato vencerá a eleição em São Luís

O deputado estadual, Wellington do Curso (PSDB), da tribuna da Assembleia Legislativa, nesta terça-feira (22), comunicou que anunciará esta semana seu apoio a prefeito de São Luís.

“..deputado Wellington não é pautado por blogs e pesquisas. Já tomei a decisão, só tá faltando anunciar. E farei isso essa semana. E podem ter certeza, que ao anunciar meu apoio à prefeitura de São Luís, nós vamos fazer a diferença..”, destacou Wellington.

Wellington disse ainda que está motivado e levará seu candidato ao 2º turno. Ele também voltou a culpar o senador Roberto Rocha e o deputado Eduardo Braide, por estar fora da disputa eleitoral, e fez uma espécie de alerta sobre o candidato do Podemos.

“.. nós vamos para o segundo turno e venceremos as eleições. Senhoras e senhores, quem conhece o Braide não vota no Braide! É o que tenho a dizer, e me limito neste momento..”, sentenciou Wellington do Curso.

Wellington do Curso também chamou de ‘manipulada’ a pesquisa Ibope/TV Mirante, divulgada ontem em relação as eleições na capital, e se comprometeu falar em breve sobre o tema.

“Nós já conhecemos esse instituto que em 2016 manipulou informações, para o deputado Eduardo Braide participar do debate. Eu vou falar, sobre essa pesquisa manipulada num momento oportuno”, acrescentou o deputado.

Ainda ‘ferido’ Wellington diz que sofreu um ‘duro e baixo golpe’, mas seguirá em frente

Recluso desde a semana passada quando teve sua pré-candidatura à prefeito de São Luís, negada pelo PSDB de Roberto Rocha no Maranhão, o deputado Wellington do Curso, nesta terça-feira (1º), voltou ao debate político na capital, ao usar a tribuna da Assembleia Legislativa para dizer que sofreu um ‘golpe baixo e rasteiro’.

Ele estava visivelmente ainda ‘ferido’, magoado e decepcionado, principalmente com o deputado federal, Eduardo Braide (Podemos), que ganhou o apoio do PSDB, com sua saída da disputa.

“.. eu não acreditava que Braide fosse ser covarde ao ponto de me atacar, de retirar a minha pré-candidatura com um golpe baixo e rasteiro (..) O Braide tem culpa? Tem! Ele fez uma publicação agradecendo ao PSDB e o senador Roberto Rocha..” destacou Wellington.

Sobre seu futuro político e participação nas Eleições em São Luís, disse ser liderança política na capital, e não ficará ‘em cima do muro’, em breve anunciará sua posição.

“..eu não sou homem de ficar em cima do muro, como cidadão, como eleitor e também como liderança política em São Luís..“, completou Wellington.

Madeira pode ter escapado da estratégia de implodir candidaturas para favorecer Braide

O senador Roberto Rocha está se tornado um personagem emblemático no processo eleitoral. Ele quer sair das eleições como grande estrategista e líder político no Maranhão, e para atingir seu objetivo não se incomoda em atropelar outros projetos, só o dele importa.

Segundo o Blog do Clodoaldo Correa, o senador teria tentado tirar Carlos Madeira das eleições, outro pré-candidato à prefeitura de São Luís. Na semana passada implodiram a pré-candidatura de Wellington do Curso, do próprio partido de Roberto Rocha.

A pré-candidatura de Wellington virou fumaça com argumento de um acordo ocorrido em 2018 para apoiar Eduardo Braide.

Se havia um acordo, porque Roberto Rocha deixou Wellington acreditar que seria candidato pelo PSDB, e ainda, qual objetivo de convidar Carlos Madeira para se filiar ao partido, quanto era de conhecimento de todos que o ex-juiz tinha objetivo de disputar a eleição na capital.

Wellington fez barulho pra nada! PSDB confirma apoio a Eduardo Braide em São Luís

Foi oficializado nesta sexta-feira (28), o que todos já sabiam, inclusive o deputado Wellington do Curso, que não disputará a eleição em São Luís pelo PSDB, comandado no Maranhão por Roberto Rocha.

O presidente do partido em São Luís, Roberto Rocha Júnior, filho do senador, confirmou hoje que o PSDB apoiará Eduardo Braide (Podemos). Não adiantou nem mesmo, Wellington insinuar que poderia estar sendo vítima de ‘traíragem’.

“Pelo favoritismo, liderança nas pesquisas.., a gente anuncia a decisão da nossa comissão e da direção nacional do PSDB que apoiaremos incondicionalmente o Braide a prefeito de São Luís. Lamentamos a ausência na reunião do Wellington do Curso”, anunciou Roberto Rocha Júnior.

Tanto barulho para nada! Assim se resumi o desespero de Wellington para viabilizar sua candidatura na capital pelo PSDB de Roberto Rocha.

Só o deputado não quis ver que no projeto de poder do senador, tem espaço apenas para o próprio Roberto Rocha.

Pré-candidatura de Wellington pelo PSDB em São Luís está se transformando em ‘lenda’

O deputado estadual, Wellington do Curso (PSDB), continua tentando manter sua pré-candidatura à prefeitura de São Luís, pelo PSDB, mas o fato é que ela está em um processo claro de ‘fritura’, mesmo assim voltou afirmar nesta quarta-feira (26), que está na disputa.

“.. eu não participei de nenhum acordo em 2018, de nenhum tipo de reunião e não dei a minha palavra e nem compromisso na pré-candidatura de Eduardo Braide para 2020. Prova disso que, quando eu fui para o PSDB, todos sabiam do meu interesse, do meu desejo em disputar a eleição em 2020..”, destacou Wellington na Assembleia Legislativa.

A reação desesperada de Wellington é justificável, seu desejo de disputar a eleição na capital pelo PSDB, está virando ‘lenda’.

A direção municipal do PSDB já informou que ainda semana definirá o caminho do partido nas eleições municipais. Nos meios políticos a pré-candidatura de Wellington já foi para o espaço.

Isso ficou claro após o deputado, Eduardo Braide (Podemos), ratificar o acordo do PSDB em 20018 para apoiá-lo. Como já havia sido anunciado pelo senador Roberto Rocha, presidente estadual do PSDB no Maranhão.

“Talvez o governador mais atuante contra à Covid-19”, Leitoa em resposta a Pires e Wellington

 

IMG_20200630_201248
Deputados Rafael Leitoa (PDT), líder do governo na Assembleia Legislativa e os oposicionistas César Pires (PV) e Wellington do Curso (PSDB)

Os deputados César Pires e Wellington do Curso voltaram nesta terça-feira (30), na Assembleia Legislativa, mostrarem a sanha de tentarem desqualificar o governo Flávio Dino no enfretamento da Covid-19. Mais uma vez foram contestados com fatos pelo líder do governo Rafael Leitoa (PDT).

“.. a população do Maranhão reconhece os investimentos realizados pelo governador Flávio Dino (PCdoB). Talvez seja o governador mais atuante no enfrentamento à Covid-19. Então, fico muito tranquilo para fazer a sua defesa de forma clara, transparente e objetiva, porque o governo tem se esforçado, diuturnamente, para conter a evolução da doença no estado..”, rebateu Rafael Leitoa enumerando ações e esclarecendo criticas de Pires e Wellington.

Secretários enquadram Wellington do Curso, que humilhou médico Cubano

 

IMG_20200513_170000
Dep. Wellington do Curso e os Secretários de Estado: Carlos Lula (Saúde), Felipe Camarão (Educação) e Rogério Cafeteira (Esportes)

O deputado estadual e pré-candidato a prefeito de São Luís, Wellington do Curso (PSDB-MA), que passou ser visto como capaz de fazer qualquer coisa para aparecer, finalmente conseguiu, e dá pior maneira.

O vídeo em que o deputado humilha e constrange um médico cubano em São Luís, causou reações negativas para ele nesta quarta-feira (13) nas redes sociais.

O médico contratado pelo governo do Maranhão, através de edital, para trabalhar no enfrentamento da Covid-19 foi abordado por Wellington do Curso quando estava em uma unidade de saúde da capital maranhense.

Vários cidadãos revoltados com o vídeo não economizaram nos adjetivos pejorativos contra o parlamentar, entre eles, os secretários de estado: Carlos Lula (Saúde), Felipe Camarão (Educação) e Rogério Cafeteira (Esportes).

“Oposição sem agenda não ajuda em nada. Parlamentar sem foco não passa de alguém tentando se promover a todo custo. O Deputado da “polêmica” não está preocupado com a saúde da população, muito menos com o atendimento às vítimas do COVID 19 (..) Quero dizer ao Senhor que trate comigo sobre eventuais dúvidas acerca da legalidade dos atos da Secretaria. Você tem meu celular pessoal e sabe o endereço da SES. Tenha a honradez de tratar comigo e nunca, nunca humilhe qualquer profissional no seu local de trabalho (..) Muito nos honram os médicos, brasileiros e estrangeiros, que aceitaram a convocação de nossos editais. Vivemos uma Pandemia, deveríamos rejeitar ajuda? Não, Deputado, não rejeitarei. Até a sua ajuda eu aceito de bom grado. Mas se apenas quiser atrapalhar, fique em casa (..) Atitudes como a sua apenas fazem a sociedade desprezar cada vez mais a política e os políticos. Respeite os maranhenses e deixe de tumultuar o atendimento em nossas unidades de saúde”, Carlos Lula, Secretário de Saúde.

“É um deputado insignificante, mas o ato praticado contra um médico que está salvando vidas foi tão horroroso que vou ter que repudiar o sujeito que tem como grande destaque do mandato ter ido de bicicleta uma vez para a AL. Nunca fez NADA pelo Maranhão e ainda faliu seu curso”, Felipe Camarão, Secretário de Educação.

“Médicos cubanos foram muito bem recebidos na Itália, Espanha e outros países da América do Sul pela atitude solidária. Aqui em São Luís o deputado Wellington resolve agredir médicos que ajudam a salvar vidas de maranhenses. “Síndrome de abstinência de picadeiro” desse deputado”, Rogério Cafeteira, Secretário de Esportes.

Nota do Governo do Maranhão

Sobre a acusação feita pelo deputado estadual Wellington do Curso de que no Maranhão médicos cubanos foram contratados pelo Governo do Estado de forma ilegal, conforme vídeo divulgado nas redes sociais e em grupos de aplicativos de mensagens, a Secretaria de Estado dos Direitos Humanos e Participação Popular (Sedihpop) emite a seguinte nota:

Os médicos cubanos foram contratados conforme regras estabelecidas no Decreto Nº 35.762 de 27 de abril de 2020 editado pelo governador Flávio Dino, e posterior Edital de Convocação que chamou para comparecer perante a Secretaria de Estado de Saúde (SES) inicialmente 40 profissionais médicos selecionados em processo seletivo simplificado. Todos os médicos cubanos ou de qualquer outra nacionalidade, inclusive brasileiros, no caso em questão, fizeram parte do Programa Mais Médicos ou foram intercambistas de acordo com a Lei Nº 12.871. Ou seja, já preenchiam os requisitos para exercer a profissão no Estado Brasileiro antes mesmo da contratação pelo Governo do Maranhão, nesta situação de pandemia.

Ao se deslocar até uma unidade de saúde (UPA da Vila Luisão) e lá constranger um profissional da saúde, no exercício de seu trabalho, o deputado Wellington do Curso, ofende a dignidade da pessoa humana e sua condição de estrangeiro, visto que existem outros meios para a realização da denúncia, em caso de discordância da contratação dos médicos ou de qualquer outro profissional. É lamentável que, principalmente neste momento de grande crise sanitária, o deputado se utilize do cargo para constranger e humilhar profissionais de saúde, colocando em risco a sua saúde e a de outras pessoas e produzindo mais uma notícia falsa.

Wellington defende Rubens Jr., e deputados se solidarizam com o Secretário das Cidades

 

IMG_20200311_134612-1

O deputado estadual, Wellington do Curso (PSDB), da tribuna da Assembleia Legislativa, nesta quarta-feira (11), defendeu o deputado federal licenciado Rubens Júnior (PCdoB), ao repudiar o ataque de Duarte Júnior (Republicanos), contra o atual Secretário de Estado da Cidades, durante entrevista esta semana na TV Difusora.

Wellington também disse que pretende acionar Duarte Júnior no Conselho de Ética da Assembleia pelas declarações contra Rubens Júnior e seu pai o ex-deputado Rubens Pereira (Diretor da Assembleia Legislativa do Maranhão).

Na entrevista Duarte Júnior ao tratar das eleições para Prefeitura de São Luís, onde é um dos pré-candidatos, defendeu sua participação atacando e fazendo insinuações contra Rubens Júnior, também pré-candidato a prefeito da capital.

“.. sou ficha limpa. Não sou candidato porque meu pai é ficha suja e eu sou plano B..”, disparou Duarte Júnior.

Mesmo sendo de oposição ao governo Flávio Dino, a atitude de Wellington do Curso em defesa de Rubens Júnior teve o reconhecimento e apoio de todos os deputados presentes na sessão, que o apartearam e se solidarizaram com o secretário e seu paí.

Depois do ‘molho’ Wellington é confirmado pré-candidato do PSDB

 

wellington e rocha
Wellington do Curso e Roberto Rocha em Brasília/Foto: Reprodução

O deputado estadual Wellington do Curso finalmente teve a garantia do senador Roberto Rocha, presidente do PSDB no Maranhão, que será candidato à Prefeitura de São Luís pela legenda.

O fato é que mesmo pontuando nas pesquisas entre os principais pré-candidatos, o anuncio só aconteceu após Wellington pegar um verdadeiro ‘molho’ do próprio senador.

“Almocei e jantei em minha casa em Brasília com meu companheiro e amigo, deputado Welligton, nosso pré- candidato a prefeito de São Luís.
Por mais que os comunistas queiram nos dividir, só conseguem nos fortalecer”, disse Roberto Rocha no instagram.