PSL deve expulsar Daniel Silveira preso após atacar o STF e ministros

O PSL decidiu que irá expulsar Daniel Silveira por causa do vídeo que o deputado publicou com ataques ao STF, que levou à sua prisão na noite de ontem.

“Os ataques, especialmente da maneira como foram feitos, são inaceitáveis. Esta atitude não pode e jamais será confundida com liberdade de expressão, uma conquista tão duramente obtida pelos brasileiros e que deve estar no cerne de todo o debate nacional”, diz nota divulgada pelo PSL.

O partido entendeu que o parlamentar ofendeu de “maneira vil” a honra dos ministros do STF e repudia com veemência os ataques disparados por Silveira no vídeo de ontem. Foram 20 minutos de pesadas críticas a ministros do tribunal, com xingamentos, ameaças físicas e até citação do AI-5.

A Executiva diz que tomará todas medidas para o “afastamento definitivo do deputado dos quadros partidários”. A sua expulsão. (Revista Veja)

PSL oficializa apoio a Neto Evangelista para prefeito de São Luís

 

WhatsApp-Image-2020-07-29-at-11.33.03

Do Blog Marrapá – Os presidentes estaduais do DEM, deputado Juscelino Filho, e do PSL, vereador Chico Carvalho, oficializaram nesta quarta-feira (29), aliança em apoio à pré-candidatura a prefeito de São Luís de Neto Evangelista.

A reunião contou com a participação do vice-presidente nacional do PSL Antônio Rueda.

“Vamos caminhar juntos rumo à vitória com essa grande parceria que se forma aqui”, afirmou Juscelino Filho, agradecendo a aliança com o PSL.

“Neto é um jovem brilhante, e essa aliança vai trazer frutos prósperos para a capital”, afirmou Rueda.

PSL deverá formalizar apoio a Neto Evangelista na próxima semana

 

nechicoO vereador Chico Carvalho, presidente do PSL no Maranhão, confirmou durante entrevista no Programa Ponto e Vírgula, da Rádio Difusora FM, nesta quarta-feira (15), que n aproxima semana estará em Brasília onde será fechado apoio a Neto Evangelista, na disputa pela Prefeitura de São Luís.

.. tenho uma nova determinação, conversar com o pré-candidato do DEM, e terminar de amarrar..”, disse Chico Carvalho.

O vereador também fez questão de explicar a situação envolvendo Duarte Júnior (Republicanos), outro pré-candidato a prefeito da capital, cujo apoio do PSL já era considerado certo. Segundo ele, desentendimentos entre Republicanos e PSL acabaram prejudicando o acordo.

Facebook derruba contas ligadas ao grupo do presidente Bolsonaro

 

face

O Facebook deu um duro golpe nas ações no grupo do presidente Bolsonaro nesta quarta-feira (8). Foram derrubadas uma rede com 73 contas, 14 páginas e um grupo no Instagram de funcionários dos gabinetes do presidente Jair Bolsonaro, do senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ) e do deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), além de pessoas ligadas ao PSL, legenda do presidente quando foi eleito.

As remoções ocorreram porque estas páginas empregavam ações vetadas pela plataforma, como o uso de contas falsas, envio de spam ou adoção de ferramentas artificiais para ampliar a presença online. Continue lendo aqui no Uol

Em São Luís PSL deve apoiar Neto Evangelista e o PT Rubens Junior

 

pslptsaoluisPartidos com maior tempo de TV e fundo eleitoral estão praticamente definidos na eleição em São Luís. As duas legendas são antagônicas nacionalmente, mas poderão apoiar candidaturas alinhadas no mesmo campo político na capital.

O PSL está apalavrado com o DEM, que tem como pré-candidato o deputado estadual Neto Evangelista, que já tem apoios de PDT, PTB e agora PSL.

pslptsaoluisO PT do ex-presidente Lula deverá fechar com Rubens Pereira Júnior (PCdoB), que já tem apoios de PP e DC.

Como ninguém vence eleição sozinho Neto Evangelista e Rubens Junior vão construindo suas alianças para o pleito do dia 15 de novembro de 2020.

(Do Blog do Clodoaldo)

Líder do PSL no Senado diz que escolha de Eduardo Bolsonaro é ‘apagar incêndio com gasolina’

 

Major-Olímpio-680x430Melhor não apostar na pacificação que querem passar para opinião pública em relação a guerra pelo comando no PSL, partido do presidente Jair Bolsonaro e seus filhos. O senador major Olímpio (SP), líder do PSL no Senado, disse hoje terça-feira (22) que se dependesse de apoio o deputado Eduardo Bolsonaro, não venceria um cone. Major Olímpio disse ainda que colocar o filho do presidente na liderança do partido na Câmara foi o mesmo que “apagar incêndio com gasolina”.

“Se você fizer a votação secreta não dá ele, se você fizer a votação aberta não da ele, se você botar um cone para disputar vai dar o cone”, disse major Olímpio.

Delegado Waldir entrega liderança do PSL a Eduardo Bolsonaro

 

delegado_waldir_eduardo_bolsonaro-10253632
Deputados Eduardo Bolsonaro e delegado Waldir/Foto: Reprodução

O delegado e deputado federal Waldir (PSL-GO) anunciou nesta segunda-feira (21), que resolveu entregar a liderança do partido na Câmara Federal ao filho do presidente o deputado Eduardo Bolsonaro. Um anova lista foi entregue nela os parlamentares do PSL pedem a mudança do líder.

Bancada do PSL ameaça abandonar Bolsonaro: ou muda, ou tiram o corpo fora

 

psl
Bolsonaro e a bancada do PSL (Foto: Arquivo/Governo de Transição)

Segundo a coluna Painel, da jornalista Daniela Lima, na Folha de S. Paulo desta segunda-feira (25), para alguns deputados do PSL partido de Jair Bolsonaro, as batidas de cabeça na articulação política do governo e desprestigio da bancada podem leva-los a abandonar o barco da Reforma da Previdência.

De acordo com a publicação, eles não querem carregar o peso de defender o pacote de maldades contra os trabalhadores brasileiros sem receber nada em troca. Até o Ministério da Educação estaria na pauta de negociação. Há quem defenda o nome Bia Kicis (PSL/DF) para o comando da pasta.

Líder do PSL na Casa, o deputado Delegado Waldir (PSL) deve chamar reunião com a bancada para esta quarta (27) para definição da “nova postura” em relação ao Planalto. Para os parlamentares do PSL: ou Bolsonaro muda, ou tiram o corpo fora.

Os parlamentes devem, após esse encontro, reivindicar agenda direta com Bolsonaro e um canal de diálogo permanente com o presidente.

O Planalto, por ora, mantém resistência em negociar com o que chama de “velha política”.

Na semana passada, Delegado Waldir declarou que a legenda abriria mão da indicação de relatores para a PEC da Reforma da Previdência.

Até o deputado Alexandre Frota (PSL) – que de entusiasta, tornou-se persona non grata para o presidente – também twittou sobre a dificuldade de viabilizar a proposta que, na prática, desmonta o Sistema de Seguridade Social no Brasil.

(Revista Forum)

UDN vê como ‘via natural’ ida de família Bolsonaro para sigla

 

udn
Família Bolsonaro: Carlos, Flávio, Jair e Eduardo Bolsonaro Foto: Reprodução/ Flickr

BRASÍLIA — Em fase adiantada de criação, o partido União Democrática Nacional , que pretende ser uma reedição da antiga UDN , quer estabelecer canais sólidos com a famíliaBolsonaro para turbinar a estreia da sigla.

O representante da futura legenda em Brasília, Marcos Vicenzo, responsável por atrair parlamentares interessados em ingressar na sigla, afirmou ao GLOBO que há um convite “de forma geral” a deputados e senadores eleitos, apontando como uma “via natural” a migração de políticos bolsonaristas para a legenda. Essa aproximação foi noticiada neste domingo pelo jornal “O Estado de S. Paulo”.

— Por parte do partido, existe uma grande intenção de que eles venham. Seria maravilhoso. As portas estão abertas para a família Bolsonaro e para os parlamentares. Minha visão é que, pela linha ideológica, por ser a UDN um partido de direita, com história de combate ao comunismo, e com todo esse problema no partido deles, acredito que (a migração) seja uma via natural que se comece a desenhar— disse.

Vicenzo nega, porém, que haja conversas concretas com interlocutores do PSL sobre migração para a futura sigla. Ele disse que ainda não tratou do tema com o deputado Eduardo Bolsonaro (SP), uma das principais lideranças do partido, mas espera que as tratativas sejam iniciadas como desdobramento de convites que vem fazendo a diversos grupos.

Segundo Marcus Alves de Souza, futuro presidente da UDN que delegou a Vicenzo a tarefa de falar sobre tratativas com o PSL, a sigla já tem quase 400 mil assinaturas, sendo necessárias mais cerca de 87 mil. Souza já foi presidente estadual do PRP no Espírito Santo e acabou demitido da subsecretaria da Casa Civil do governo Paulo Hartung após ser acusado de reter parte do salário de um comissionado da Assembleia Legislativa e de ameaçá-lo. Ele diz que nada foi provado e que o caso acabou arquivado por falta de provas.