Eleições 2020: pré-candidatos a prefeito de São Luís em ‘campo’

 

WhatsApp-Image-2019-10-07-at-09.25.05
Foto: Reprodução

O jogo do Sampaio e Náutico não atraiu apenas milhares de torcedores, mas também um número expressivo de pré-candidatos à Prefeitura de São Luís. Marcaram presença Jeisael Marx, Eduardo Braid, Bira do Pindaré, Wellington do Curso e Neto Evangelista.

(Do blog marrapá)

Câmara tratará de pontos polêmicos retirados pelo Senado sobre partidos

 

xcamara.jpg.pagespeed.ic.VkfZeCV8ht
Foto: Reprodução

BRASÍLIA — A Câmara dos Deputados deve votar nesta quarta-feira (18) o projeto que trata sobre a organização dos partidos, e o centrão tentará retomar os pontos polêmicos que foram retirados pelo Senado.

O texto que chegará para a análise dos deputados, aprovado ontem no Senado, trata apenas do financiamento do fundo eleitoral, mas parlamentares de PP, PL e Solidariedade articulam para recuperar propostas polêmicas.

Deste modo, poderão ser votados a retirada da obrigatoriedade de utilizar o sistema do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para prestações de contas, o limite do valor mensal para o pagamento de multas, a permissão à punição ao candidato apenas quando provado a existência de dolo e a autorização para utilização de recursos públicos para o pagamento de advogados.

O projeto original da reforma partidária ainda recria o tempo de televisão para partidos.

Na semana passada, uma carta encaminhada por entidades da área de transparência afirmou que as propostas abrem margem para caixa dois e corrupção. Um acordo costurado pelo Senado na terça-feira decidiu adiar o debate na Casa sobre o tema, reduzindo o projeto apenas ao fundo eleitoral.

Mas como a matéria teve início na Câmara, a decisão do Senado não encerra o assunto de vez. Caberá aos deputados analisar a mudança feita pelos senadores, o que deve ocorrer em plenário nesta quarta-feira. Como o Senado votou apenas uma parte do projeto, os deputados têm duas opções, segundo o regimento: ou aprovam só aquela parte, ou retomam o texto como ele saiu da Câmara.

O prazo é curto. Para valer nas eleições do ano que vem, as mudanças nas normas eleitorais precisam ser sancionadas até um ano antes do pleito, que ocorre no primeiro fim de semana de outubro.

A mudança aprovada no Senado no projeto que originalmente fazia uma reforma partidária teve o objetivo de garantir fonte de financiamento para o fundo eleitoral. Criado às pressas, em 2017, após o Supremo Tribunal Federal (STF) derrubar as doações privadas de campanhas, o fundo não tinha uma receita definida para todas as eleições. Por isso houve mobilização para preservar esse pedaço do projeto original. (O Globo)

Reviravolta no PT: Kleber Gomes é declarado vencedor em São Luís

 

pt-ped-3
ex-vereador Kleber Gomes e o vereador Honorato Fernandes/Foto: Reprodução

A Executiva Estadual do PT no Maranhão durante reunião nesta terça-feira (17), em sua sede no Cohafuma em São Luis, acatou um recurso do ex-vereador e candidato a presidência ao Diretório Municipal de São Luís, Kleber Gomes, e o declarou vencedor. As eleições internas para as direções Municipais, Estadual e Nacional do PT aconteceram no último dia 8 de setembro.

Após apurado a totalidade dos votos no última quarta-feira (11) o resultado foi o vereador Honorato Fernandes reeleito na direção municipal do partido em São Luís. Porém, para tomar posse em janeiro de 2020, terá que recorrer à Executiva Nacional do PT e conseguir derrubar a decisão estadual.

O recurso de Kleber Gomes acatado pela Executiva Estadual por 13 a 1 votos, pediu impugnações de todas as urnas do Colégio Antonio Vieira, no São Cristóvão, nesse local ainda durante o processo de apuração foram impugnados quatro urnas.

Em decorrência do resultado do recurso acolhido houve uma mudança na votação do diretório e na chapa para presidente. Agora Kleber Gomes ficou com 67 votos na frente do vereador Honorato Fernandes.

O resultado agora ficou assim:

Chapa Estadual  (480=351/490=510)

Chapa Municipal (600=381/690=445)

Presidente (KG = 483/ HF = 416)

O processo eleitoral do PT aconteceu em meio uma série de denuncias de irregularidades e fraudes nos locais de votação que aconteceram no Colégio Antonio Vieira, São Cristóvão; Colégio Rio Grande do Norte, no Radional; e Liceu Maranhense, no Centro.

Flávio Dino no Canal Livre da BAND

 

screenhunter-9676-sep.-16-08.03
Foto: Reprodução

O governador do Maranhão Flávio Dino (PCdoB) foi o entrevistado no final da noite de ontem domingo (15), do Programa Canal Livre da Band, principal programa de entrevista da emissora.

Flavio Dino aproveitou o espaço importante na mídia nacional para mostrar lucidez em relação a atual conjuntura política nacional, falou sobre sua gestão no Maranhão, defendeu a esquerda, criticou a politização da Lava Jato e disse que está otimista com os pleitos eleitoras em 2020 e 2022.

Para Flávio Dino a esquerda terá sucesso nas Eleições de 2020 e 2022

 

“Temos a eleição de 2020, e acredito que vamos vencer. Teremos…, muitas vitórias de prefeituras, vamos trabalhar para isso. E vamos vencer a eleição presidencial em 2022, tenho certeza disso”, afirmou Dino a Haddad.

Governo Bolsonaro diz que errou no valor do Fundo Eleitoral para 2020

 

fundo-eleitoral_38c07285
Foto: Reprodução

O governo disse que valor do fundo eleitoral enviado ao Congresso para o Orçamento de 2020 está errado. O que está na proposta é de R$ 2,5 bilhões, e será mudado para uma média de R$ 1,87 bilhão.

O fundo eleitoral irá financiar as eleições municipais de 2020.

Inicialmente, parlamentares apresentaram uma proposta de destinar R$ 3,7 bilhões do Orçamento da União para financiamento da campanha do próximo ano.

O valor foi criticado diante de um Orçamento sem recursos e com o país em crise fiscal. A mudança no valor da proposta vai causar muitas reclamações, uma vez que os parlamentares queriam mais recursos para o fundo eleitoral.