Othelino se posiciona sobre assassinato de petista e estupro de parturiente

O deputado Othelino Neto (PCdoB), (12), o presidente da Assembleia Legislativa do Maranhão, nesta terça-feira, dia 12, repudiou o assassinato do tesoureiro do Partido dos Trabalhadores (PT), Marcelo Arruda, em Foz do Iguaçu (PR), vítima de intolerância política.

“Marcelo Arruda foi assassinado de forma absolutamente covarde e injustificável. Nenhuma divergência justifica um ato de estupidez e de violência como aquele. O que leva alguém ao extremo da estupidez, da loucura, da maldade, da desumanidade, de se sentir no direito de tirar uma vida porque o cidadão, que estava comemorando o seu aniversário, homenageava um líder político? (..) É óbvio que o presidente da República não é culpado no aspecto legal ou criminal pelo ocorrido, mas ele tem a responsabilidade política por estimular a violência e o uso de armas e, certamente, será responsabilizado no momento em que for analisado por Deus. Esse, sim, fará o julgamento daqueles que cometem ou estimulam esse tipo de violência”, destacou Othelino. 

O parlamentar também falou sobre outro crime cometido pelo anestesista Giovanni Quintella, que violentou uma mulher durante o parto, em São João de Meriti (RJ). 

“Aquilo chocou a todos, imaginar que uma mulher, no momento do parto, pudesse sofrer aquele tipo de violência. Infelizmente, percebemos no dia a dia vários tipos de violência contra a mulher, desde o feminicídio às agressões verbais, violência psicológica e diversas formas de constrangimento. Mas, essa realmente nos assustou ainda mais (..) Que este anestesista perca o registro e que o Conselho Regional de Medicina, de nenhuma forma, proteja ou protele a punição deste profissional. Que a Justiça cumpra o seu papel e o mantenha fora de circulação, porque ele é um perigo para a sociedade”, finalizou.

Cappeli cobra ‘coerência’ de Weverton e Sindicatos

O Secretário de Estado da Comunicação e dirigente do PSB, Ricardo Cappeli, utilizou neste sábado, dia 25, as redes sociais para questionar o senador Weverton Rocha (PDT), pré-candidato ao governo do Maranhão, quanto a sua posição no campo progressista.

Ele também cobrou sindicatos que estão apoiando o pedetista, para que decidam se estão com Lula ou Bolsonaro.

“Por quê? TODOS os Senadores progressistas assinaram a CPI para apurar a corrupção no MEC. Apenas um se recusou. Quem? Weverton, pré-candidato ao governo do Maranhão com um vice do PL de Josimar de Maranhãozinho e o apoio de Bolsonaro. Progressista? O povo está vendo tudo (..) Os sindicatos, a agricultura familiar e as organizações populares precisam decidir: ou estão com o povo e apoiam @LulaOficial e seus candidatos nos estados ou estão contra o povo. Apoiar neobolsonarista no estado é alta traição nacional. #CPIdoMEC“, disse Cappeli, nas redes sociais.

Arthur Lira anuncia nova eleição para vice-presidente da Câmara

Do UOL

O presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), anunciou uma nova eleição para decidir três cargos da Mesa Diretora, entre eles o de vice-presidente, antes ocupado pelo deputado Marcelo Ramos (PSD-AM).

O ministro Alexandre de Moraes, do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), reconsiderou uma decisão de abril que mantinha Ramos no posto, afirmando hoje que a eleição para a Mesa é um assunto interno da Câmara.

Com isso, foi publicado no fim da tarde um ato que retira Ramos da Mesa e outros dois parlamentares — Marília Arraes (Solidariedade-PE) e Rose Modesto (União-MS), que ocupam as segunda e terceira secretarias, respectivamente. Os três trocaram de partido desde que foram eleitos para a Mesa. Ramos deixou o PL para se filiar ao PSD, enquanto Arraes saiu do PT e Modesto, do PSDB.

Paulo Vitor deverá ser candidato único na Câmara de São Luís

O vereador Marcial Lima (Podemos), que também é Jornalista e Radialista, revelou na manhã desta sexta-feira, dia 25, no seu programa na Rádio Mirante AM, que o vereador Gutemberg(PSC), anunciará hoje sua desistência da disputa para presidência da Mesa Diretora da Câmara Municipal de São Luís.

“.. o vereador Gutemberg Fernandes, um cidadão muito respeitado na política e na sua profissão.., vereador de São Luís com cinco mandatos, deve decidir ainda está manhã que não vai mais concorrer à eleição para presidência da Câmara. Ele ainda vai declarar apoio ao vereador Paulo Vitor. O processo politico da Câmara, previsto para dia 4, caminha para chapa única. O Gutemberg era o pré-candidato do prefeito Braide..”, disse Marcial Lima.

A decisão de Gutemberg está sendo encarada como derrota do prefeito Eduardo Braide (Podemos), que tentou influenciar na disputa, mas só piorou a relação com o parlamento municipal. Quanto a possibilidade da chapa única, é um recado claro ao executivo para uma postura de independência da Câmara.

Twitter no Brasil libera ferramenta para denunciar fake news

Depois de apelos e reclamações está liberado desde o inicio desta semana no Brasil ferramenta no twitter para denunciar desinformação.

“..o fato de 2022 ser ano de eleições no Brasil e nas Filipinas.., contribuirá para avaliação de como esta ferramenta de denúncias seria usada em períodos de grandes eventos cívicos..”, destaca o twitter.

O recurso ainda em teste no Brasil também está liberado nas Filipinas e Espanha. Nos EUA, Austrália e Coreia do Sul já é utilizado dede 2021.

Paulo Vitor, Dr. Gutemberg e a presidência da Câmara de São Luís

Marcada para abril, a eleição da Mesa Diretora da Câmara Municipal de São Luís, começa definir movimentos dos principais nomes na disputa, os vereadores Paulo Vitor (PCdoB) e Dr. Gutemberg (PSC).

No final de semana vereadores, entre eles, alguns que tinham se colocado como pré-candidatos como o vereador Raimundo Penha (PDT), declarou voto em Dr. Gutemberg. Já o ex-presidente da Câmara, Astro de Ogum (PCdoB), declarou apoio a Paulo Vitor.

O vereador Dr. Gutemberg é apoiado pelo atual presidente da Câmara, Osmar Filho (PDT). Ele também é o preferido do Palácio de La Ravardier. Dos quatro vereadores filiados ao PODEMOS, partido do prefeito Eduardo Braide, três já disseram que apoiam Paulo Vitor.

Pelas contas do grupo de Paulo Vitor, dos 31 vereadores, 17 estariam fechados com ele.

OAB-MA elege Kaio Saraiva para o triênio 2022 a 2024

O advogado Kaio Saraiva venceu nesta terça-feira, dia 16, eleição para a presidência da OAB do Maranhão. Ele era o candidato apoiado por, Thiago Diaz, atual presidente da OAB-MA.

Candidato da chapa “Preservar as Conquistas e Avançar +”, Kaio Saraiva recebeu 4.384 (44.10%) votos válidos contra 4,154 (41.79 %) do segundo colocado Diego Sá. Em terceiro lugar, ficou o advogado Misael Rocha Júnior com 521 (5.49%) e, em quarto lugar, o advogado Gustavo Carvalho com 433 votos (4.56%).

Integram a futura diretoria da Seccional, além do presidente eleito, Kaio Vyctor Saraiva, a Vice-presidente, Tatiana Pereira Costa, o Secretário-Geral, Gustavo Mamede, o Secretário-Geral Adjunto, Vandir Bezerra Jr, e a Diretora-Tesoureira, Mariana Berredo.

Conheça também as chapas vencedoras nas 17 Subseções da Ordem Clicando aqui!

Para Dino, tudo indica que Bolsonaro tentará invadir o Congresso ou o STF

Os governadores se reuniram nesta segunda-feira, dia 23, para discutirem a crise entre os poderes.

Hoje em entrevista ao Uol News , o governador do Maranhão, Flávio Dino (PSB), disse que os últimos posicionamentos do presidente indicam que Bolsonaro e seus aliados tentarão invadir o Congresso Nacional ou mesmo do STF, semelhante ao que ocorreu no Capitólio nos EUA, após as eleições.

“Acho que a atitude nesse momento deve ser de serenidade, porém, de firmeza porque mesmo que ele [Bolsonaro] não tenha êxito nessas tentativas de invadir o Congresso, invadir o Supremo, coisas desse tipo, tudo indica que algo desse tipo será tentado. E ao tentar, já há vítimas. Nós vimos isso no Capitólio, nos EUA. E temos que evitar essa confrontação entre brasileiros. A paz deve prevalecer, o respeito às regras da democracia deve prevalecer”, afirmou o governador.

Para ele, se as eleições presidenciais em 2022 ocorrerem com esse “clima gerado pelo Bolsonaro” é possível que o país se depare com confrontações e uma possível guerra civil.

“Porque se nós formos para a eleição nesse clima gerado pelo Bolsonaro, nós podemos não ter problemas agora no 7 de setembro, mas podemos ter problema no outro 7 de setembro quando se avizinhará a derrota eleitoral do Bolsonaro. E, aí sim, no ambiente eleitoral eles podem perpetrar algum tipo de confrontação, assolar ódio, gerar uma espécie de guerra civil. Então é uma situação muito grave e o general Mourão, repito, apesar de ser uma pessoa à direita, é uma figura que tem se comportado de modo sério, respeitável, diferente do presidente da República”, ponderou Dino.

Eleição na FAMEM: profissionais e veículos de imprensa devem se credenciar

Em razão dos cuidados e proteção sanitária no combate a Covid-19, a Coordenadoria de Comunicação da FAMEM, está limitando o acesso dos profissionais e veículos de comunicação para cobertura da eleição da da entidade que ocorrerá quinta-feira, dia 14, das 8h e 18h.

Cadastramento e quantitativos máximos:
– 2 credenciais para mídia impressa (jornalista / fotógrafo);
– 2 credenciais para rádio (repórter / técnico de áudio);
– 2 credenciais para televisão (repórter / cinegrafista)

Os veículos têm às 17 horas desta terça-feira, dia 12, para solicitar que poderá ser feito no e-mail comunicacao@famem.org.br.

A entrega ais será amanhã, quarta-feira, dia 13, das 12 às 18 horas na Coordenação de Comunicação da Famem, na Av. dos Holandeses, quadra 6, Calhau, São Luís.

A credencial é obrigatória para acesso ao espaço reservado para a cobertura da eleição. Para as coletivas serão feitas as mesmas exigências.

Mais esclarecimentos adicionais pelo telefone (98) 98991570030 entre 8h e 17h.

Partidos definem posições em relação a Eleição da Câmara do Deputados

Do Congresso em Foco

O apoio de partidos da oposição resultado da articulação de Rodrigo Maia (DEM-RJ), para eleição da Câmara Federal, deu um grande folego às suas pretensões de eleger seu sucessor cujo nome ainda não foi definido.

Com os apoios o bloco garantiria 281 dos 257 necessários, caso todos 513 deputados participem da eleição.

Anunciaram apoio à candidatura de oposição ao nome do Palácio do Planalto: PT, PSL, MDB, PSB, PSDB, DEM, PDT, Cidadania, PV, PCdoB e Rede. Desses partidos, apenas o PSB não está integralmente fechado com o bloco que está sendo montado por Rodrigo Maia.

Candidato preferido de Jair Bolsonaro, o deputado Arthur Lira (PP-AL), tem apoio do PP, PL, PSD, Republicanos, Solidariedade, Pros, PSC, Avante e Patriotas. O ex-partido de Bolsonaro, o PSL, declarou apoio a Artur Lira, mas alguns parlamentares deverão votar contra ele.

A eleição com votação secreta na Câmara dos Deputados acontece dia 1º de fevereiro, até lá a fortes possibilidades de mudança de voto.