Marcio, Bira, Hildo e Edilazio na transição do governo Lula

O vice-presidente eleito Geraldo Alckmin (PSB), coordenador da transição, anunciou nesta terça-feira, dia 22, mais nomes do Maranhão para integrar as equipes de transição para o novo governo Lula.

Foram convocados os deputados federais Márcio Jerry (PCdoB), Hildo Rocha (MDB), Bira do Pindaré (PSB) e Edilazio Júnior (PSD) foram convocado. Eles serão distribuídos nos grupos de Cidades, Desenvolvimento Agrário e Infraestrutura.

Dos quatro parlamentares maranhenses anunciado hoje para compor grupos da transição para o governo Lula, apenas Márcio Jerry se reelegeu.

“Infectado pelo bolsonarismo Hildo Rocha ‘comemorou’ mortos pelo covid 19 no MA”, diz Márcio Jerry

 

IMG_20200504_200434
Deputados Federais Márcio Jerry (PCdoB-MA) e Hildo Rocha (MDB-MA)

O deputado federal, Márcio Jerry, vice-líder do PCdoB na Câmara, durante a sessão virtual desta segunda-feira (4), defendeu e reconheceu o esforço do governador Flávio Dino, instituições, prefeitos e profissionais de saúde na batalha contra o novo coronavírus no Maranhão. Ele lamentou a fala do também deputado Hildo Rocha (MDB-MA), que criticou o governador, o juiz Douglas de Melo e o enfrentamento da Covide-19 no Estado, e ainda, defendeu Bolsonaro que, segundo ele, está sendo injustiçado com as mortes pela Covid-19.

Infectado pelo vírus do bolsonarismo o dep Hildo Rocha  “comemorou” o número de mortos pelo covid 19 no MA. Mentiu sobre as ações que estão sendo implementadas e depois, bem ao estilo cruel e desumano de Bolsonaro, anunciou que vai transformar as mortes em bandeira política (..) A exemplo do que faz Jair Bolsonaro no Brasil , Hildo Rocha desdenhou de todos os profissionais que no MA se dedicam diariamente à luta pela vida. Não dedicou uma palavra de preocupação ou de condolências por essa tragédia (..) Na conta desumana de Hildo Rocha não há vidas a salvar, não há profissionais lutando pela vida dos maranhenses, não há gestores lutando com muita dedicação para combater a pandemia. Para o insano deputado só existe a conta do oportunismo político às custas da dor de tanta gente”, disse Márcio Jerry.

Márcio Jerry classificou ainda de desumana e insensível a postura do presidente Bolsonaro ao reter recurso para o enfrentamento contra o coronavírus para estados e municípios. De acordo com o parlamentar, dos R$ 250 bilhões  aprovados apenas 24% foram liberados.

“Há 90 dias do reconhecimento legal da pandemia (Lei nº13.979), o governo Bolsonaro ainda retém recursos orçamentários indispensáveis ao combate da pandemia. Sem os recursos, aumenta o caos (..) Governo mantém postura de permanente menosprezo às ações em defesa da saúde, da renda das famílias, do emprego, das empresas e das contas de estados e municípios, cada vez mais fragilizados (..) Para se ter uma ideia, dos R$ 250 bilhões já aprovados, apenas 24% chegou ao destino final. Isso mostra o total desrespeito de  e sua equipe com a concretização das ações tão urgentes para salvar vidas e manter as condições de vida de milhões de brasileiros” destacou Márcio Jerry.

Os posicionamentos dos parlamentares maranhenses aconteceram durante votação da PEC do ‘Orçamento de Guerra’ para enfrentamento da Covid-19, nos estados e municípios.

Flávio Dino se solidariza com Weverton e o agradece por defender Saúde para o Maranhão

 

dinos-e1532019840890
Senador Weverton (PDT) e o Governador Flávio Dino (PCdoB)/Foto: Reprodução

O governador Flávio Dino (PCdoB), utilizou as redes sociais na noite desta quarta-feira (11), para prestar solidariedade ao senador Weverton (PDT), agredido pelo deputado federal Hildo Rocha (MDB), que atirou um copo no colega de bancada hoje em Brasília. Flávio Dino também agradeceu ao senador por defender recursos para saúde do estado.

“Minha solidariedade ao senador Weverton, absurdamente agredido hoje ao defender recursos públicos para a saúde do Maranhão. Meus agradecimentos aos parlamentares que tem defendido essa importante causa em favor da população”, disse Flávio Dino no twitter.

O senador Weverton que denunciará o deputado federal à Comissão de Ética da Câmara, por causa da agressão, agradeceu a solidariedade do governador Flávio Dino, e disse que o Maranhão tem que estar sempre em primeiro lugar.

Obrigado pela solidariedade governador Flávio Dino! O Maranhão precisa estar sempre em primeiro lugar. Lamentável que nem todos pensem assim”, destacou Weverton.

Hildo Rocha atira copo no senador Weverton, após discussão sobre destinação de Emendas

 

IMG_20200311_215452-1
O deputado Federal, Hildo Rocha (MDB) e o senador Weverton (PDT) quase vão às vias de fato durante reunião da bancada maranhense em Brasília

O senador Weverton (PDT), acionará o deputado federal Hildo Rocha (MDB), no Conselho de Ética da Câmara, por quebra de decoro parlamentar. Eles por muito pouco não resolvem suas diferenças no braço durante reunião da bancada maranhense, na tarde desta quarta-feira (11), em Brasília.

De acordo com Blog do Jhon Cutrim , o deputado Hildo Rocha se colocava contra entendimento da bancada em relação a destinação das emendas de bancada, sendo R$ 40 milhões para saúde do estado e R$ 10 milhões para o Hospital Aldenora Bello, por está sendo processo pelo governador Flávio Dino. O senador Weverton ao utilizar a palavra saiu em defesa do governador, enfurecido Hildo Rocha não gostou e atirou um copo contra o colega de bancada.

O processo movido contra Hildo Rocha foi motivado por declarações do emedebista consideradas ‘caluniosas e difamatórias’ contra o governador, que foram dadas durante entrevista a uma rádio de São Luís, no final do ano passado, sobre a destinação das emendas de bancada.

O clima esquentou de tal forma que até a Polícia Legislativa foi acionada para acalmar os ânimos. Não fosse os outros parlamentares e a turma do ‘deixa disso’, Weverton e Hildo Rocha teriam ido às vias de fato. No final prevaleceu a decisão da maioria dos integrantes da bancada.

Ciro Neto chama Hildo Rocha de irresponsável e faz denuncias graves contra o emedebista

 

hildo-rocha
Deputado Federal Hildo Rocha (MDB)/Foto: Reprodução

O deputado estadual Ciro Neto (PP), usou a tribuna da Assembleia Legislativa do Maranhão nesta quarta-feira (27), para contestar de maneira contundente o deputado federal Hildo Rocha (MDB), que vem fazendo acusações contra o executivo municipal de Presidente Dutra, utilizando a realização de um concurso púbico no município.

Ciro Neto não poupou nos adjetivos pejorativos contra Hildo Rocha, e ainda, fez graves denuncias contra o emedebista quando este foi prefeito do município de Cantanhede.

Em vídeo deputada Tabata Amaral fala do imbróglio com Hildo Rocha

 

agora.jpeg
Tabata Amaral (PDT-SP) e Hildo Rocha (MDB-MA)

Nesta quinta-feira (31), a deputada federal Tabata Amaral (PDT-SP) divulgou um vídeo contando a surpresa e constrangimento que viveu ao chegar no apartamento funcional que vai morar em Brasilia e não poder entrar, porque o filho do deputado federal Hildo Rocha (MDB-MA), está morando no local.

Juntar pedaços do MDB no Maranhão está cada vez mais difícil

Do Blog do Jorge Vieira

emedebistas-1-400x400
Roseana Sarney, Roberto Costa, João Alberto/Foto: Reprodução

Não convidem para a mesma mesa do senador João Alberto de Sousa e deputado federal Hildo Rocha. Os dois políticos entraram em rota de colisão por conta do comando do MDB no Maranhão e tudo indica que não continuarão militando na mesma legenda.

Hildo quer a presidência do MDB e conta com o apoio da aliada Roseana Sarney, mas enfrenta forte resistência de João Alberto, que pretende entregar o comando da sigla para o deputado estadual Roberto Costa comandar as articulações visando as eleições municipais de 2020.

Vendo o caldeirão fervilhando e prestes a explodir, Roseana Sarney, que acaba de ser derrotada nas urnas, quis dá uma de pacificadora e se apresentar como candidata do consenso, mas a emenda saiu pior que o soneto. Roberto partiu cima e seu grupo não aceita ser comandado pela ex-governadora, o que deixou o ambiente ainda mais carregado.

Aliados da dupla Roseana Sarney/ Hildo Rocha acusam Roberto Costa de querer se apropriar do partido para adquirir poder de barganha e levar a legenda para uma suposta aliança com o candidato do governador Flávio Dino na sucessão municipal de 2020, enquanto partidários da dupla João Alberto/Roberto Costa afirmam que o MDB como Roseana ou Hildo no comando não vai lugar algum.

Os dois grupos não conseguem se entender e o caldo entornar a qualquer momento por conta do tamanho do fosso que os separam. Em um recente encontro do MDB, Roberto Costa partiu para cima da ex-governadora quando ela anunciou a intensão de ser candidata e anunciou que tudo que defende é feito com a orientação do senador João Alberto.