Corte de Privilégios: vereadores aprovam Lei que reduz próprios salários em 80%

 

Arco
Vista da cidade de Arcos em Minas Gerais/Foto: Reprodução

Em tempo de crises no Brasil, principalmente moral na vida pública, o exemplo dos vereadores do município mineiro de Arcos, com cerca de 40 mil habitantes, poderia ser seguido de modo geral pela classe política. Eles aprovaram um projeto de lei que reduz em 80% os próprios salários.

Os vencimentos de cada parlamentar cairão dos atuais R$ 6.149 para R$ 1.229. O prefeito e os secretários municipais também terão os salários reduzidos em 50% e 20%, respectivamente. A redução dos salários só depende agora da sanção do prefeito do município.

Leia mais aqui

(Do Congresso em Foco)

Tragédias, mortes, dor e Esperança…

 

“Eu queria falar, no meu poema de hoje, sobre como a gente encara a dor. A gente está vivendo um momento muito dolorido, e as pessoas se aproximam pela alegria e também pela dor. A diferença é que o sorriso é laço; e a dor é nó. Isso significa que sempre haverá alguém por perto quando doer”, diz Bráulio.

Bombeiros do Maranhão em Brumadinho são destaque nacional

 

bomba
Bombeiros maranhenses retirando mortos da lama na tragédia de Brumadinho/Foto: Reprodução

Enviados ao estado de Minas Gerais, onde estão atuando desde último domingo (27), a equipe do Corpo de Bombeiros do Maranhão foi destaque no noticiário nacional , pelo trabalho em Brumadinho. Os bombeiros maranhenses estão distribuídos em grupos de busca e auxilio na retirada de corpos na chamada ‘zona quente’ do desastre.

Nesta quinta-feira (31), o governador Flávio Dino no twitter parabenizou os Bombeiros Maranhenses e informou que ficarão em Brumadinho enquanto durarem as buscas. Centenas de usuários da mesma rede social agradeceram e reconheceram o trabalho da equipe maranhense, entre eles, muitos mineiros.

bombeiros

Governo do Maranhão envia apoio a Minas Gerais para ajudar nas buscas

 

tragico
Pessoas da comunidade de Parque da Cachoeira observam a área atingida pela lama depois do rompimento da barragem da Vale em Brumadinho. — Foto: Mauro Pimentel/AFP

brumadinho dinoO governador Flávio Dino usou sua conta no twitter no final da tarde deste domingo(27), para informar que autorizou apoio através do Corpo de Bombeiros do Maranhão ao estado de Minas Gerais para ajudar nas buscas das vitimas da tragédia em Brumadinho.

A equipe do Corpo de Bombeiros preparado para esse tipo de missão e comandada pelo major Patrício Daniel, embarcou neste domingo, no Aeroporto Hugo da Cunha Machado, em São Luís, para Minas Gerais.

O rompimento da barragem da mineradora Vale ocorreu no início da tarde da última sexta-feira (25). As ações estão sendo concentradas mais fortemente na parte mais baixa da cidade, onde os moradores estão sendo retirados. Cerca de 58 pessoas já tiveram mortes confirmadas, o número de desaparecidos até momento chegam a 305.

Tragédia em Brumadinho: deputados e senadores querem CPI

 

cpi
Trabalhos retomados no Congresso serão retomados na próxima sexta (1)

Parlamentares que assumem um novo mandato no Congresso na próxima sexta-feira (1) têm proposto que haja uma Comissão Parlamentar de inquérito (CPI) para apurar as circunstâncias do rompimento da barragem Mina do Córrego Feijão, em Brumadinho (MG), região metropolitana de Belo Horizonte. Até a noite de sábado, já estavam confirmadas 34 mortes.

No Senado a proposta partiu de Otto Alencar (PSD-BA). No Twitter, o congressista afirmou que deseja uma investigação “com o objetivo de apurar e evitar novas catástrofes que ceifam vidas, destroem o meio ambiente, degradam áreas e comprometem a qualidade da água, ameaçando o abastecimento”.

Outra proposta no mesmo sentido partiu, na Câmara, de um parlamentar mineiro. O deputado estadual Rogério Correia (PT-MG), eleito federal em outubro, esteve em Brumadinho no último sábado (26) e também defendeu a necessidade de uma apuração. “É preciso investigar e punir os responsáveis, sobretudo da Vale. Até quando e quantas tragédias serão necessárias para que a busca de lucro sem qualquer preocupação social e ambiental seja castigada?”, questionou o petista.

O Congresso não investiga o assunto há mais de 20 anos. Segundo os registros da Câmara, não houve nenhuma CPI votada à mineração desde 1999, elo menos. No Senado, a última comissão que se debruçou sobre o tema ocorreu em 1995, antes da privatização da Vale do Rio Doce. O relator, à época, foi o senador Romero Jucá (MDB-RR).

(Congresso em Foco)

“Somos o país que mais preserva o meio ambiente”

 

brumadinho
Brumadinho/Foto: Reprodução

Tragédia anunciada, após três anos do desastre em Mariana agora foi Brumadinho. Quantas ainda precisarão acontecer para mostrar que preservar o meio ambiente é desenvolvimento e defesa da vida…

img_20190126_074406
Brumadinho/Foto: Reprodução

Diplomação em SP e MG foram marcadas por agressões físicas e verbais

 

Em São Paulo, uma confusão protagonizada pelo ator-porno e deputado eleito Alexandre Frota, com militantes e políticos de esquerda foi o destaque da cerimonia de diplomação. Só faltou socos e pontapés, mas sobraram agressões verbais e empurrões para todo gosto.

A pacificação política no Brasil não foi alcançado com o resultado das urnas em 2018. Ao contrário, acirrou o ódio registrado antes, durante o depois do pleito. Difícil acreditar que após a posse do presidente  Bolsonaro, em 1º de janeiro de 2019, isso venha ocorrer.

É provável que iremos viver um dos momentos políticos e sociais mais hostis da nossa história republicana.

No Estado de Minas Gerais, para deleite da plateia formada em sua maioria por familiares, amigos e correligionários as agressões na cerimonia chegou às vias de fato. Os deputados federais Cabo Junio Amaral (PSL), e Rogerio Correa (PT), se agrediram fisicamente. Trocaram socos e tapas literalmente.