Universidade da Alemanha desmente Decotelli que edita currículu novamente

 

Foto: Reprodução

O novo ministro da Educação, Carlos Alberto Decotelli, que ainda não tomou posse nesta segunda-feira (29), editou novamente seu currículo e retirou o titulo de pós-doutorado em Universidade da Alemanha.

A Universidade desmentiu o titular do MEC e informou que ele não possui pós-doutorado na instituição.

Agora, no currículo de Decotelli, consta apenas que ele “construiu um projeto de pesquisa intitulado ‘Sustentabilidade e Produtividade na automação de máquinas agrícolas’ na Universitat Wuppertal, na Alemanha”.

Essa é a segunda edição em seu currículo feita em menos de três dias. Logo após o anúncio de sua nomeação, o reitor da Universidade Nacional de Rosário, da Argentina, desmentiu Decotelli, e disse que ele foi reprovado na tese de doutorado.(Revista Fórum)

Agora é oficial Regina Duarte deixa Secretaria de Cultura do governo

 

Regina Duarte e Jair Bolsonaro/Foto: Reprodução

A atriz Regina Duarte anunciou nesta quarta-feira (20), ao lado de Bolsonaro sua saída da Secretaria de Cultura do Governo. Já são cinco as mudanças na pasta.

A atriz entrou e deixou o cargo sem acrescentar nada em relação ao setor cultural no país, pelo menos que se conheça públicamente, porém somam polêmicas e desgaste à sua imagem como artista.

Dino diz que governar exige equilíbrio, e Bolsonaro está com ‘sérios problemas’

 

IMG_20200406_142307O governador do Maranhão voltou demonstrar preocupação nesta terça-feira (5), com as atitudes e condições pessoais e políticas do presidente Bolsonaro em  governar o país, que nesta manhã atacou novamente profissionais de imprensa no ‘cercadinho’ do Palácio do Planalto a ponto de mandar os jornalistas ‘calarem a boca’.

“Um presidente da República que se omite diante de agressões físicas a jornalistas, perpetradas diante dos seus olhos, e manda jornalistas “calar a boca”, está com sérios problemas pessoais, políticos e jurídicos. Governar exige equilíbrio, bom senso e respeito às leis”, destacou Flávio Dino.

 

Bolsonaro exonera Diretor Geral da PF e mostra para Moro quem manda

 

valeixo
Foto: Reprodução

O barulho todo criado por Moro após ser comunicado pelo presidente Jair Bolsonaro que o Diretor da Polícia Federa, Maurício Valeixo, seria substituído não serviu para nada. A exoneração está publicado no Diário Oficial da União desta sexta-feira (24).

Valeixo exonerado

O ministro Sérgio Moro foi informado no final da noite de ontem da confirmação da exoneração de Valeixo indicado por ele para comandar a Polícia Federal. A expectativa agora é como será a permanência de Moro no governo ou se deixa o cargo como chegou ser especulado.

Um dos nomes cotados para assumir a Direção Geral da PF é o delegado Alexandre Ramagem, atual diretor da Abin. Nas redes sociais a deputada Joice Hasselmann (PSL-SP) disse que Ramagem é ligado a Carlos Bolsonaro, filho nº 2 do presidente.

“Alexandre Ramagem está cotado para assumir a PF no lugar de Valeixo. Ele foi indicado por Carlos Bolsonaro para comandar e ABIN (depois que plano da ABIN Paralela naufragou). Jair Bolsonaro qualquer um delegado submisso que tope não se “empenhar” nas investigações sobre seus filhos” Joice Hasselmann no twitter.

A exoneração de Valeixo no Diário Oficial da União saiu ‘a pedido’ com assinaturas de Bolsonaro e Moro. Não há substituto oficial até o momento. (Com informações da Folha de SP)

Flávio Dino enquadra Presidente da Associação Brasileira de Shoppings

 

IMG_20200418_101306
Governador do Maranhão, Flávio Dino, e empresário,Nabil Sahyoun, Presidente da Associação Brasileira de Shoppings

O governador Flávio Dino lamentou e retrucou nas redes sociais, neste sábado (18), Nabil Sahyoun, presidente da Associação Brasileira de Lojistas de Shopping (Alshop).

Segundo a lógica e argumentação do empresário ao defender a reabertura dos shoppings, se referindo a contaminação e mortes pelo coronavírus, “todo dia tem crime”.

Ou seja, para Nabil Sahyoun, como todos os dias pessoas morrem, não tem sentido o comércio continuar fechado.

Wellington defende Rubens Jr., e deputados se solidarizam com o Secretário das Cidades

 

IMG_20200311_134612-1

O deputado estadual, Wellington do Curso (PSDB), da tribuna da Assembleia Legislativa, nesta quarta-feira (11), defendeu o deputado federal licenciado Rubens Júnior (PCdoB), ao repudiar o ataque de Duarte Júnior (Republicanos), contra o atual Secretário de Estado da Cidades, durante entrevista esta semana na TV Difusora.

Wellington também disse que pretende acionar Duarte Júnior no Conselho de Ética da Assembleia pelas declarações contra Rubens Júnior e seu pai o ex-deputado Rubens Pereira (Diretor da Assembleia Legislativa do Maranhão).

Na entrevista Duarte Júnior ao tratar das eleições para Prefeitura de São Luís, onde é um dos pré-candidatos, defendeu sua participação atacando e fazendo insinuações contra Rubens Júnior, também pré-candidato a prefeito da capital.

“.. sou ficha limpa. Não sou candidato porque meu pai é ficha suja e eu sou plano B..”, disparou Duarte Júnior.

Mesmo sendo de oposição ao governo Flávio Dino, a atitude de Wellington do Curso em defesa de Rubens Júnior teve o reconhecimento e apoio de todos os deputados presentes na sessão, que o apartearam e se solidarizaram com o secretário e seu paí.

Drauzio Varella pede desculpas à família da vítima, e esclarece abraço em trans no Fantástico

 

drauzio (1)
Dr. Drauzio Varella pede desculpas à família da vitima da mulher trans que ele abraçou no Fantástico da Rede Globo/Foto: Reprodução

O médico Drauzio Varella mostrou novamente grandeza diante da polêmica, pequenez e cultura do ódio que o Brasil está mergulhando. Ele divulgou um vídeo nesta terça-feira (10), onde pede desculpas à família do garoto, vítima da mulher trans, que ele abraçou no programa Fantástico da Rede Glodo.

Dr. Drauzio também esclareceu o objetivo da matéria que o transformou em alvo de ataques violentos nas redes sociais. Foi enfático ainda em dizer que não é candidato a nada, e que trabalha de forma voluntária há décadas em Presídios do Brasil.

Antes de gravar e divulgar o vídeo, Drauzio Varella, emitiu uma nota em que fala do seu trabalho, mas mesmo assim, a repercussão negativa continuou.

nota Drauzio

Flávio Dino volta esclarecer polêmica sobre construção do Porto, e Márcio Jerry cobra Intercept

 

IMG_20200221_220705

O governador do Maranhão, Flávio Dino, e o deputado federal, Márcio Jerry, líder do PCdoB na Câmara Federal, estão cobrando do Site The Intercept Brasil, uma explicação para o que está sendo classificado por ambos, algo no mínimo estranho, a publicação e sustentação das informações contidas na matéria publicada está semana pelo site sobre um projeto que envolveria o Maranhão e a China.

Nesta sexta–feira (21), no twitter o deputado Márcio Jerry cobrou dos principais nomes do Intercept Brasil, os jornalistas Glenn Greenwald e Leandro Demori (editor-executivo), explicações sobre o objetivo da publicação em relação ao governador e o governo do Maranhão.

“Há 4 dias o @TheInterceptBr faz intensa campanha contra o governo do Maranhão, contra o governador Flávio Dino. Sustentando distorções e até mentiras . Que que é isso,@TheInterceptBr ,@demori e @ggreenwald?”, questionou Jerry.

Em resposta também no twitter, o jornalista Glenn, disse que ele é co-fundador, mas o editor é o Leandro Demori. E ainda que só se responsabiliza pelo que escreve.

“Não tenho nenhum envolvimento nem responsabilidade pra artigos publicado pelo @TheInterceptBr exceto aqueles que tem meu nome assinado ou #VazaJato. Sou um co-fundador mas não sou o editor do TIB. O editor-executivo é @demori. Pode falar com ele” respondeu Glenn.

Hoje quem também voltou se posicionar e esclarecer os fatos, diante do desinteresse do Intercept com os esclarecimentos e posicionamentos do governo do Maranhão e do próprio Flávio Dino, foi o próprio governador.

“Tirando algumas dúvidas:

1. O porto planejado é um projeto privado, não do governo, que começou ANTES de eu tomar posse.

2. As 7 famílias atingidas por reintegração de posse foram desalojadas por decisão judicial, em uma ação em que o Estado não é parte.

3. Como é um projeto privado, quem paga indenizações é a empresa, não o governo.

4. No momento, não há qualquer ordem judicial recebida pela polícia com autorização para cumprimento.

5. A Secretaria de Direitos Humanos já fez DEZENAS de reuniões com interessados no caso.

6. Reportagens publicadas misturam casos diferentes, em regiões diferentes, para passar a ideia de que são milhares de indígenas e quilombolas perseguidos por “chineses”. Misturam portos, ferrovias, linhas de energia em locais diferentes e que não tem nada a ver com “chineses”.

8. O local onde existiu o Terreiro do Egito está fora da área do projeto privado e protegido por um decreto que eu editei.

9. A minha indignação deriva do fato de não termos sido ouvidos sobre tantas acusações diferentes e se recusaram até a publicar nota do governo. Um absurdo

10. O nosso governo mantem ampla e respeitosa relação com os movimentos sociais do campo e com as lideranças indígenas. Essa é a verdade. 11. Não tenho poderes para impedir projetos privados ou para descumprir decisões judiciais.

12. Todas as acusações contra o citado projeto privado tem sido apresentadas ao Judiciário, a quem cabe julgar. O governo não interfere em decisões judiciais.

13. Todas essas informações já haviam sido prestadas anteriormente e agora são reiteradas. Permaneço à disposição

Paulo Guedes é comparado a ‘Caco Antibes’ personagem que odeia pobre

 

caco-antibes2

O jornal Extra, o mais popular do grupo da Globo, estampou em sua capa, nesta quinta-feira (13), manchete onde chama o ministro da Economia, Paulo Guedes, de Caco Antibes. O ministro foi comparado ao lendário personagem vivido pelo ator Miguel Falabella no programa “Sai de Baixo” após a sua frase sobre o dólar alto.

Em um discurso permeado pelo preconceito de classe em Brasília, Guedes disse que o dólar alto “é bom para todo mundo” e que em outros tempos, quando a economia brasileira estava melhor e o real mais valorizado, era uma “festa danada”, pois empregadas domésticas iam à Disneylândia.

“Vai passear em Foz do Iguaçu, vai passear ali no Nordeste, está cheio de praia bonita. Vai para Cachoeira do Itapemirim, vai conhecer onde o Roberto Carlos nasceu, vai passear o Brasil, vai conhecer o Brasil. Está cheio de coisa bonita para ver”, afirmou.

O jornal, que atinge às camadas mais populares do Rio de Janeiro, não deixou por menos e satirizou Guedes estampando na capa a sua foto ao lado de Falabella caracterizado como Caco Antibes.

O hashtag amanheceu entre os assuntos mais comentados do Twitter desde as primeiras horas da manhã. (Revista Fórum)