Operação da PF “Não Seja um Laranja” realiza ações em Imperatriz

Do G1 Maranhão

A Polícia Federal realizou nesta terça-feira, dia 2, operação contra ação de “laranjas”, que cedem contas bancárias para receber dinheiro proveniente de ações criminosas.

Foram determinados pela Justiça o cumprimento de 43 mandados de busca e apreensão. No Maranhão, a operação foi realizada em Imperatriz, onde foram apreendidos 18 cartões de terceiros e 21 cartões bancários em nome de um dos investigados.

A operação ganhou o nome de “Não Seja um Laranja” e, segundo a PF, “o montante de fraudes bancárias eletrônicas investigadas no país totaliza R$ 18,2 milhões”.

Câmara aprova projeto que autoriza casa para garantia de empréstimos

Da Agencia Câmara

A Câmara dos Deputados aprovou nesta quarta-feira (1º) o projeto que cria o marco legal das garantias de empréstimos (PL 4188/21). A proposta seguirá para o Senado.

De autoria do Poder Executivo, o projeto foi aprovado na forma do substitutivo do relator, deputado João Maia (PL-RN). Confira alguns pontos do texto:

  • permite a exploração de um serviço de gestão especializada de garantias;
  • aumenta situações de penhora do único imóvel da família;
  • concede isenção de imposto sobre aplicações de estrangeiros em títulos privados;
  • agiliza a retomada de veículos comprados por leasing em razão de dívida.

Segundo o projeto, o serviço de gestão de garantias será regulamentado pelo Conselho Monetário Nacional (CMN) e poderá ser prestado por instituições autorizadas pelo Banco Central. Essas instituições farão a gestão das garantias e de seu risco; o registro nos cartórios, no caso dos bens imóveis; a avaliação das garantias reais e pessoais; a venda dos bens, se a dívida for executada; e outros serviços.

Como votaram os deputados maranhenses:

Votam SIM: Aluísio Mendes, Cleber Verde, Edilázio Junior, André Fufuca, Gil Cutrim, Josivaldo JP, Juscelino Filho, Paulo Marinho, Pedro Lucas.

Votaram NÃO: Bira do Pindaré, Marreca Filho, Rubens Júnior, Victor Mendes, Zé Carlos

17 milhões ainda não sabem que têm dinheiro esquecido em bancos

Do Uol

O Banco Central informou que, até as 12h desta terça-feira (15), quase 17 milhões de pessoas físicas e jurídicas que têm dinheiro esquecido em bancos ainda não haviam consultado o sistema do governo para checar a informação.

A estimativa do BC é de que haja R$ 8 bilhões a serem devolvidos a 28 milhões de pessoas físicas e jurídicas.

Ao todo, já foram feitas 59,9 milhões de consultas em CPFs e CNPJs. Mais de 10 milhões de pessoas físicas e jurídicas já haviam encontrado saldo positivo no sistema que consulta se há dinheiro esquecido em bancos — ou seja, são casos de quem tem valores a receber.

Os saldos positivos se referem a 18,7% do total. São 11.223.617 casos, sendo 11.001.451 de pessoas físicas e 22.166 de pessoas jurídicas. Já 81,2% das consultas resultaram em saldo inexistente.

Os valores a serem resgatados ainda não foram divulgados. Nessa primeira consulta, o sistema só informa se há ou não dinheiro a ser resgatado, sem dizer quanto é a quantia. Essa informação só será divulgada em março.

Novos juros em parcelas suspensas de empréstimos consignados é ilegal

Servidores públicos estaduais, municipais e empregados públicos e privados do Estado do Maranhão, beneficiados pela Lei dos Consignados, não deverão ser obrigados ao pagamento de novos juros ou correção monetária em parcelas suspensas no ano passado.  

“Se o consumidor teve empréstimo consignado suspenso pela lei estadual no ano passado, e agora o banco está cobrando uma nova dívida, com novos juros, isto é ilegal. É considerada uma cobrança indevida, segundo o artigo 42, parágrafo único, do Código de Defesa do Consumidor (..) Se isso acontecer, orientamos que o consumidor procure imediatamente o PROCON para registrar uma reclamação, informando o valor da dívida original, valores suspensos e novos valores que estão sendo cobrados pelos bancos”, explica Karen Barros do Procom. 

Publicada em junho de 2020, a Lei Estadual n° 11.274 suspendeu por 90 dias, em caráter excepcional, o cumprimento das obrigações financeiras referentes a empréstimos consignados contraídos por servidores públicos no Maranhão. 

A pode ser feita pelo site www.procon.ma.gov.br, aplicativo PROCON MA ou presencialmente em uma das unidades do Instituto, mediante agendamento prévio pelo site, app ou ainda telefones (98) 3261-5100 e 151.

Covid-19: no Maranhão bancos serão multados em mais de R$ 504 mil e terá rodízio de veículos

 

519b6dd5-25e8-4dd1-977d-8da1c5f2c185

O governador, Flávio Dino, durante coletiva nesta sexta-feira (8), sobre enfrentamento ao coronavírus anunciou multas aos bancos, improvável prorrogação do lockdown, retomada gradativas de serviços, antecipação de feriado da Adesão do Maranhão à Independência, restrição de saída e entrada na Grande São Luís durante final de semana prolongado, e rodizio de veículos entre os dias 11 e 14 em São Luís, São José de Ribamar, Raposa e Paço do Lumiar.

De acordo com o governador ainda hoje será pública uma Medida Provisória que estabelecerá uma multa aos bancos de R$ 504 mil se não adotarem medidas sanitárias nas agencias para protegerem as pessoas. O valor poderá aumentar caso não seja cumprida a determinação do governo.

“Estou editando hoje uma Medida Provisória aumentando a multa aos bancos. Um vez que resistem em não cumprirem as normas sanitárias. Com base no Código de Defesa do Consumidor a MP fixa multa por agencia no valor inicial de R$ 504. 612,018, no caso de reincidência haverá aumento progressivo em metade do valor até que seja as instituições financeiras colaborem”, destacou Flávio Dino.

Sobre o fim da vigência do lockdown que acontecerá na próxima quinta-feira (14), Flávio Dino, disse que não cabe ao governo decretar ou não a prorrogação, uma vez que foi determinada pela Justiça. E a expectativa que não deverá ser prorrogado.

“Evidentemente que a decisão não compete ao governo. Não serie eu que decidirá se a medida será ou não prorrogada. Lembremos que o juiz atendendo pedido do Ministério Público  fixou que essas medidas extraordinárias vigorassem por dez dias, por tanto até quinta-feira (14). Trabalhamos como o cenário de não haver prorrogação”, esclareceu Flávio Dino.

Com antecipação para sexta-feira (15), do feriado de Adesão do Maranhão à Independência do Brasil, comemorado dia 28, o governo como medida de prevenção adotará pela primeira vez o rodízio de veículos particulares circulando no estado, a exemplo do que ocorre em São Paulo. Nos dias 11 e 14 que antecedem o final do lockdown, será realizado o rodízio em São Luís, São José de Ribamar, Paço do Lumiar e Raposa: circularão nos dias 11 e 13 veículos de placas impares e 12 e 14 placas pares.

Flávio Bolsonaro é escalado para defender Capitalização no Senado

 

flávio e guedes
Paulo Guedes, ministro da Economia, e Flávio Bolsonaro, senador (PSL-RJ)

Sem sucesso na Câmara Federal, o sistema de Capitalização da Aposentadoria, principal proposta de Reforma da Previdência do governo Bolsonaro será defendida no Senado pelo filho do presidente, o senador Flávio Bolsonaro (PSL-RJ).

No governo Bolsonaro o maior defensor da Capitalização é Paulo Guedes, banqueiro e ministro da Economia.

O principal argumento de Paulo Guedes para a Capitalização é a expectativa de vida do brasileiro que aumentou. Ele defendeu a proposta na Câmara mas foi rejeitada até por aliados do governo Bolsonaro.

Polemico, no regime capitalização o cidadão é responsável pela própria aposentadoria, se guardou dinheiro terá aposentadoria; funciona como uma poupança. Os contrários a capitalização alegam que as pessoas não é bom, mas para bancos e instituições financeiras é uma maravilha.

Diálogos Capitais será retomado em 2019 pela capital do Maranhão

 

dialogoscapitaisma-600x400
Foto: Reprodução

O debate sobre a importância dos bancos públicos será realizado em São Luís na próxima segunda-feira, 14 de janeiro. O presidente da Fenae, Jair Pedro Ferreira, e o governador Flávio Dino estão entre os participantes

Após passar por São Paulo (SP), Belo Horizonte (MG), Teresina (PI), Rio de Janeiro (RJ), Salvador (BA) e Natal (RN) ano passado, a série “Diálogos Capitais, será retomado em 2019 pelo Maranhão.

O evento será realizado em São Luís (MA), a partir das 18h30 da próxima segunda-feira (14), no Convento das Mercês, Auditório Pe. Antonio Vieira. Com entrada franca, o tema será “Bancos públicos sob ataque: desafios, riscos e perspectivas”. O evento é promovido pela Fenae, em parceria com a revista CartaCapital.

Entre os participantes já confirmados estão o presidente da Fenae, Jair Pedro Ferreira, o governador reeleito do Maranhão, Flávio Dino, e o economista Luiz Gonzaga Belluzzo, Professor Doutor em Desenvolvimento Econômico pela Unicamp.

Eles e os demais convidados vão tratar das privatizações prometidas pelo governo Bolsonaro e o futuro dos bancos públicos, que têm papel determinante no desenvolvimento do país. O debate também será transmitido ao vivo nos perfis da Fenae e da CartaCapital no Facebook.

(Informações Fenae)

Assaltantes desafiam a polícia e assaltam mais um banco no MA

 

arame
Populares na agencia do Bradesco após o assalto em Arame/Foto: Reprodução

Assaltantes de bancos voltaram agir no Maranhão, desta vez o alvo foi a agencia do Bradesco, na cidade de Arame distante cerca de 474 km. A ação ocorreu por volta das 23h do domingo (9), e durou aproximadamente uma hora.

Com modos operandi padrão das quadrilhas especializadas nesse tipo de crime, que fortemente armada age  com violência aterrorizando moradores da cidade com tiros e fazendo reféns. A agencia do Bradesco foi destruída praticamente toda por explosivos.

Na cidade de Arame tem apenas o Bradesco para realização de transações bancárias. Segundo moradores da cidade, o banco postal e uma casa lotérica que haviam no município estão fechadas há vários meses.

Com o assalto de Arame, agora são três em menos de um mês no Maranhão, desde  o mega-assalto na distribuidora de valores do Banco do Brasil, no dia 25 de novembro em Bacabal, que teve grande repercussão no país.

Madrugada de terror no Ceará deixa 12 mortos em tentativa de assalto

Informação:: G1 CE

CE
Pelo menos 10 corpos foram recolhidos após o confronto entre a polícia e os criminosos — Foto: Edson Freitas

Uma quadrilha fortemente armada fez várias pessoas reféns ao tentar assaltar agências bancárias da cidade de Milagres, na Região do Cariri do Ceará, na madrugada desta sexta-feira (7).

O grupo foi surpreendido pela polícia. Houve troca de tiros e pelo menos 10 pessoas morreram. Ainda durante a madrugada, uma outra quadrilha explodiu um banco na cidade de Itatira.

A tentativa de roubo aconteceu por volta de 2h17 da madrugada.

Ainda não há confirmação sobre a identidade dos mortos, nem se entre ele estão membros da quadrilha ou reféns. Alguns suspeitos conseguiram fugir sem levar o dinheiro da agência, conforme a polícia.

A Polícia intensificou as investigações e incursões para identificar e prender o grupo. Durante a ação, um homem com um colete balístico foi encontrado morto dentro de uma caminhonete. Ele ainda não foi identificado.

Agentes da Coordenadoria de Medicina Legal (Comel) da Perícia Forense (antigo IML) informaram que que dois veículos foram acionados para buscar dez corpos em Milagres. A Polícia Militar confirma que houve óbitos, mas não informou a quantidade.

Segundo o comerciante e agricultor, Mendonça de Santa Helena, a troca de tiros durou cerca de 20 minutos. “Nunca tinha visto algo parecido. Eu fiquei dentro de casa abaixado e com medo. Ouvi gritaria e pessoas chorando. Foi horrível”, relatou o comerciante.

Ainda segundo Mendonça, depois que o grupo fugiu, deu para perceber que, pelo menos, seis pessoas estavam no chão e apresentando sangramentos.

No início do dia, segundo o comerciante, policiais que realizam a segurança da cidade, afirmaram que dez pessoas deram entrada no Hospital Municipal de Milagres, vítimas do tiroteio.

“Um policial afirmou para gente que, pelo menos, dez pessoas estavam no hospital. Pelo menos uns sete já tinham morrido e outros em estado muito grave”, disse.