Magno Bacelar faz a grande viagem

Por José Ribamar Gomes

Após sofrer um AVC no , dia 4 de setembro e internado na UTI do Hospital UDI, o ex-senador e empresário Magno Duque Bacelar, aos 83 anos, fez a grande viagem na madrugada de hoje terça-feira, dia 14.

O velório será realizado na Pax União, na Rua Grande, até às 15 horas. Logo em seguida Magno Bacelar será levado para a cidade de Coelho Neto, sua terra-natal, onde, após homenagens será sepultado.

Magno Bacelar ao longo de 60 anos na vida pública ocupou vários cargos no Maranhão. Deputado estadual, deputado federal, senador da República, secretário de Estado da Educação, vice-prefeito de São Luís, eleito com Jackson lago prefeito de Coelho Neto.

Como empresário, ao lado do seu irmão, o saudoso Raimundo Bacelar foi um político de bom trânsito em todas as esferas políticas.

O Maranhão perdeu, hoje, um grande político, grande empresário e um excelente ser humano.

Flávio Dino recomenda a empresário preocupado com ‘morte de CNPJ’ que visite um Hospital

 

IMG_20200507_172745

O governador do Maranhão, Flávio Dino, propôs ao empresário que nesta quinta-feira (7), disse está preocupado com “mortes de CNPJ), que ele visite um hospital onde pessoas estão lutando pela vida. A declaração polêmica do empresário foi dada durante reunião constrangedora no STF (Supremo Tribunal Federal), com vários empresários levados pelo presidente Bolsonaro e o ministro Paulo Guedes (Economia).

“Ao cidadão que perpetrou a frase sobre “morte de CNPJ”, faria bem uma visita a um hospital para conhecer PESSOAS que estão lutando pela vida. É possível defender empresas sem desprezar a vida. Basta ter cérebro e coração”, sugeriu Flávio Dino.

A reunião no STF foi agendada de última hora e não agradou ao presidente do STF, Dias Toffoli, e demais membros do Suprema Corte. A atitude de Bolsonaro e Paulo Guedes ao levar os empresários numa espécie de ‘Marcha na Praça dos Três Poderes”, do Palácio Planato ao STF onde se reuniram com o ministro Dias Toffoli, foi considerado pressão e tentativa de transferir a responsabilidade ao Supremo e aos governadores e prefeitos, do problemas na economia causados pela Pandemia da Covid-19.

Intensificadas investigações da morte do empresário em Santa Inês

 

carla-sousa-e-seu-pai
Vereadora Carla Sousa (PTB) e o empresário Antonio Alves de Sousa

O comerciante Antonio Alves de Sousa, 53 anos, foi morto a tiros na manhã desta Sábado (5), no Residencial Sol Nascente, zona urbana da cidade de Santa Inês no Maranhão. O crime com características de execução aconteceu em frente ao Mix do Tonico, de sua propriedade. Ele era pai da vereadora da vereadora Carla Sousa (PTB).

De acordo com as primeiras informações, a vitima que era conhecido como Tonico, teria sido emboscado por dois homens encapuzados que chegaram de moto ao local do crime e desferiram os tiros na vitima quando ela abria o estabelecimento. Segundo a polícia os disparos atingiram principalmente a região da cabeça.

Chamou atenção a ousadia dos criminosos porque  comercio da vitima fica ao Complexo de Segurança Pública de Santa Inês, onde estão localizadas a 7ª Delegacia Regional e a 2ª CIA da Polícia Militar. Tonico ainda foi levado para o Hospital Municipal Tomaz Martins, mas não havia mais nada a fazer, e foi liberado para a família.

Segundo a policia o crime tem fortes indícios dos de encomenda. Informações ainda não oficias dizem que a vitima emprestava dinheiro a juros e tinha forma atuação na política local, o que poderia motivar o ocorrido.

(Agora Santa Inês)