Dino é contra ‘solução’ de Guedes e Bolsonaro para Petrobras

O governador do Maranhão, Flávio Dino (PSB), contestou nesta terça-feira, dia 26, o presidente Bolsonaro e o ministro da Economia, Paulo Gudes, que voltaram defender a privatização da Petrobras.

Ao contrário do que deseja Paulo Guedes, que para agradar o mercado quer privatizar tudo, principalmente a Petrobras, para Flávio Dino, ‘a solução não é privatização. É exatamente o contrário: desprivatização’.

O ministro da Economia, Paulo Guedes, em evento que contou com prensa do presidente Jair Bolsonaro, ontem segunda-feira, dia 25, defendeu a venda da Petrobras para ampliar investimentos públicos e em tecnologia e bancar gastos sociais.

Maioria dos deputados maranhenses votam pela privatização dos Correios

A Câmara Federal aprovou nesta quinta-feira, dia 5, por 286 votos a favor, 173 contra e duas abstenções, a privatização dos Correios. O texto agora será votado o Senado.

A bancada maranhense na Câmara Federal votou em sua maioria a favor da privatização.

Aluisio Mendes (PSC-MA) – Sim

André Fufuca (PP-MA) – Sim

Bira do Pindaré (PSB-MA) – Não

Cleber Verde (Republican-MA) – Sim

Edilazio Junior (PSD-MA) – Sim

Gastão Vieira (PROS-MA) – Sim

Gil Cutrim (Republican-MA) – Sim

João Marcelo S. (MDB-MA) – Ausente

Josimar Maranhãozinho (PL-MA) – Ausente

Josivaldo JP (Podemos-MA) – Sim

Junior Lourenço (PL-MA) – Sim

Juscelino Filho (DEM-MA) – Sim

Marreca Filho (Patriota-MA) – Sim

Pedro Lucas Fernan (PTB-MA) – Sim

Pastor Gil (PL-MA) – Não

Pedro Lucas Fernan (PTB-MA) – Sim

Rubens Pereira Jr. (PCdoB-MA) – Não

Zé Carlos (PT-MA) – Não

Para Weverton e Eliziane população vai ‘pagar a conta’ da privatização da Eletrobras

Senadores maranhenses, Weverton (PDT) e Eliziane Gama (Cidadania), lamentaram no inicio da noite desta quinta-feira, dia 17, a aprovação d projeto de privatização da Petrobras.

Os dois parlamentares foram enfáticos em ressaltar a penalização da população com aumento inevitável na conta de luz.

“Infelizmente a privatização da Eletrobras foi aprovada no Senado. A votação foi apertada, mas não conseguimos impedir esse retrocesso que, além de entregar nosso patrimônio, vai acabar encarecendo a conta de luz. A luta agora é para aprovar o destaques e minimizar os prejuízos”, lamentou Weverton.

“O relator da MP da Eletrobrás no Senado teve o dom de multiplicar os “jabutis”. O texto da Câmara q já era ruim, q prejudicava o Nordeste e encarecia a energia, ficou ainda pior. O relator reforça a obrigação de contratação de energias sujas. Ñ há como votar favorável ao projeto”, destacou Eliziane.

A Medida Provisória da Privatização da Eletrobras foi aprovado no Senado, por 42 a 37. Agora retorna à Câmara, o Congresso Nacional terá que aprovar até 22 de junho.

“..urgência é kit intubação, comida e vacina..”, Bira sobre privatização dos Correios

O deputado federal Bira do Pindaré (PSB-MA), ao votar contra o Projeto de Lei 591/21, nesta terça-feira, dia 20, que trata da privatização dos Correios, defendeu a empresa e condenou a urgência na votação da matéria que, segundo ele, a pressa nesse momento deveria ser por Kit Intubação, comida e vacinas.

“É uma vergonha um país com mais de 19 milhões de pessoas passando fome e mais de 375 mil pessoas mortas pela Covid-19, o parlamento discutir a urgência de um Projeto que autoriza a venda do patrimônio nacional (..) A população, mais do que nunca, precisa dos Correios, e precisa de comida e de vacina”, protestou Bira.

Por 280 votos a 165, e uma obstrução, a urgência do Projeto de Lei foi aprovado pela Câmara dos Deputados.

Conselho de Secretários Estaduais de Saúde defenderá SUS em todas instâncias

O CONASS (Conselho Nacional de Secretários de Saúde) se reuniu nesta quarta-feira, dia 28, para analisar o Decreto 10.530 do governo Bolsonaro, publicado no Diário Oficial da União, sobre Unidades Básicas de Saúde.

O secretário de Saúde do Maranhão, Carlos Lula, também presidente do CONASS divulgou no inicio da noite posicionamento da entidade em defesa do SUS e se mostrou preocupada com os ‘reais propósitos’ da medida do governo.

“..o Decreto 10.530, deixa sérias dúvidas quanto a seus reais propósitos.., sem debate, o texto mistura aspectos distintos, como construção, modernização e operação de Unidades Básicas de Saúde. Decisões relativas à gestão do Sistema Único de Saúde (SUS) não são tomadas unilateralmente..”, destaca parte da nota do Conass.

Governo Bolsonaro inicia privatização da Caixa Econômica Federal

 

pauloguedes-pedro-guimaraes-bolsonaro
Paulo Guedes e Pedro Guimarães, observados por Jair Bolsonaro (Foto: Presidência da República)

O ministro da Economia Paulo Guedes em nome do governo Bolsonaro está iniciando a entrega da Caixa Econômica com a contratação do banco de investimento estadunidense Morgan Stanley para dar início ao processo de privatização da Caixa a partir de seu braço de seguros, a Caixa Seguridade.

Segundo reportagem do jornal O Estado de S.Paulo, o presidente da Caixa, Pedro Guimarães – que é genro de Léo Pinheiro, ex-executivo da OAS que mudou sua delação para incriminar Lula – será uma espécie de garoto-propaganda do processo de privatização, participando de “roadshows” mundo afora com agentes do sistema financeiro.

Especialista em privatizações, Pedro Guimarães assessorou a venda do Banespa e é sócio do banco de investimento Brasil Plural. Alçado à presidência da Caixa, o genro de Leo Pinheiro foi funcionário de Paulo Guedes no BTG Pactual.

Para privatização da Caixa, ele será assessora pelo Morgan Stanley, que foi criado pelo neto do banqueiro J.P. Morgan após a grade depressão nos EUA, em 1935, quando o governo estadunidense proibiu que bancos comerciais atuassem também na área de investimentos. (Revista Fórum)

Governo do Maranhão quer a gestão do Parque Nacional dos Lençóis Maranhense

 

brasil-lencois-maranhenses-868x644-750x430
Foto: Reprodução

O estado do Maranhão quer ficar com a gestão dos lençóis maranhenses. Principal ponto turístico do Maranhão, o território é federal e recentemente foi incluído em uma lista de localidades que serão privatizadas pelo governo de Jair Bolsonaro, junto com os parques nacionais de Jericoacoara (CE) e Iguaçu (PR).

A movimentação para trazer o espaço para influência do estado começou antes mesmo do anúncio da privatização. O governador Flávio Dino enviou um ofício ao Ministério do Meio Ambiente (MMA) pedindo que a gestão passasse para o estado, por meio da Maranhão Parcerias (Mapa), em 6 de setembro.

“A proposta fortalecerá as relações interinstitucionais entre o Estado do Maranhão e a União, aperfeiçoará a gestão socioambiental integrada da unidade de conservação em apreço, bem como a sua relação com o seu entorno”, defende o governador Flávio Dino.

O ofício, porém, até hoje não recebeu resposta. Pouco menos de três meses depois, em 3 de dezembro, o governo federal anunciou que o parque seria privatizado, mesmo com a demonstração de interesse do estado.

“O governo estadual destaca que mantém o interesse na administração do parque e que aguarda um retorno sobre o pedido feito pelo governador Flavio Dino em junho, ao Ministério do Meio Ambiente”, disse o governo do Maranhão em nota.

O Ministério do Meio Ambiente ainda não se posicionou oficialmente sobre a solicitação do governo do Maranhão. (Congresso em Foco)

Othelino destaca no Potdcast redução do ICMS do Gás e Privatização dos Lençóis

 

O deputado Othelino Neto (PCdoB), presidente da Assembleia Legislativa do Maranhão, divulgou nesta quinta-feira (5), mais um edição do seu Podcast. Os temas centrais comentados por Othelino Neto são: a aprovação de uma serie de medidas do governo aprovadas nesta semana na Assembleia, entre elas, a redução do ICMS do Gás de Cozinha; e também, a privatização dos Lençóis Maranhenses.

Bolsonaro venderá apenas parte da “galinha dos ovos de ouro”

petrobras

O presidente eleito, Jair Bolsonora, disse que não pretende privatizar a Petrobras, como desejam alguns membros de peso da sua equipe. A declaração foi dada nesta segunda-feira (19), no Rio de Janeiro.

Para Bolsonaro “alguma coisa da Petrobras pode ser privatizada, mas não toda. A Petrobras é estratégica…”, disse ainda, que está conversando com o Paulo Guedes sobre o plano de privatização na estatal.

Roberto Castello Branco, escolhido de Paulo Guedes e confirmado por Jair Bolsonaro para dirigir a Petrobras é favorável a privatização.