Ex-deputados ganham R$ 7,18 milhões mensais em aposentadorias

 

CredLuisMacedo-750x430
Quase 500 ex-deputados recebem, atualmente, aposentadoria acima do teto do INSS/Foto: Reprodução

Os parlamentares também devem ser afetados com a reforma da Previdência em tramitação no Congresso. O governo propõe o fim do regime especial de aposentadoria dos congressistas e que eles passem a receber, no máximo, o teto do INSS, fixado em R$ 5,8 mil. Mas a realidade de hoje é bem diferente. Atualmente, 499 ex-deputados federais ganham, juntos, R$ 7,18 milhões mensais em aposentadorias, uma média de R$ 14,39 mil por beneficiário – quase três vezes o limite proposto.

Entre eles, apenas sete (1,4%) recebem abaixo do teto do INSS. Um grupo maior, formado por 17 beneficiários, tem direito a mais de R$ 33 mil por mês, valor pago aos parlamentares no exercício do mandato. Os dados não consideram os valores repassados àqueles que se aposentaram pelo Senado e foram extraídos da folha de pagamento da Câmara, referente a fevereiro.

Continue lendo aqui…

Informações Congresso em Foco

Em vídeo pedreiro desafia Rodrigo Maia trabalhar com ele 30 dias

 

rodrigo-maia-pedreiro
Rodrigo Maia (Presidente da Câmara Federal) e o pedreiro desafiador/Foto: Reprodução

Viralizou na internet o vídeo que um ajudante de pedreiro desafia o Presidente da Câmara Federal, Rodrigo Maia (DEM-RJ), trabalhar com ele durante 30 dias, caso consiga, o ajudante disse que trabalhará até aos 80 anos, sem se aposentar. O acesso ao vídeo aumentou após entrega da Proposta de Reforma da Previdência, ao Congresso nacional.

A provocação a Rodrigo Maia, é em razão da promessa de empenhar-se para aprovar a Reforma da Previdência,  durante entrevista concedida a Globo News, onde ele disse que “todo mundo consegue trabalhar até os 80 anos”

Eliziane ataca parte da Reforma que penaliza trabalhadores rurais e pobres

 

eliziane-3-1024x682
Senadora Eliziane Gama (PPS-MA)/Foto: Reprodução

A Senadora Eliziane Gama (PPS-MA), criticou duramente na tribuna do Senado Federal na quarta-feira (20), a Proposta de Reforma da Previdência de Jair Bolsonaro e Paulo Guedes, que trata da aposentadoria dos trabalhadores rurais em especial as mulheres.

Eliziane fez um relato preciso do prejuízo desse seguimento, destacando o Nordeste e o Maranhão seu estado de origem, para de maneira enfática anunciar o mal que será feito, principalmente às mulheres trabalhadoras rurais do país, caso a Reformar da Previdência seja aprovada da maneira que está.

Pela proposta, os trabalhadores rurais terão que contribuir com R$ 600, por ano para previdência. Também aumenta idade para 70 anos para os casos de idosos pobres poderem receber (1 salário mínimo).

“No Maranhão 66,86% são de beneficiários da previdência rural. Vejam o impacto que isso terá nas famílias do campo. Nós temos um relatório que mostra que em dezenas de municípios maranhenses, o número aposentadorias rurais são maiores que o Fundo de Participação. São famílias que vivem exclusivamente com esses rendimentos”, disse Eliziane Gama.