‘Estamos preparados. Esse pesadelo vai terminar’, Carlos Lula sobre vacinação

O Maranhão se prepara para a vacinação contra a Covid-19. A Secretaria de Estado da Saúde (SES), já está assegurando a aquisição dos insumos e definindo a logística para a realização da imunização da população contra a doença.

O estado já possui, por exemplo, 4 milhões de agulhas e seringas em estoque para a realização da primeira fase da vacinação contra a Covid-19, e agiliza processo para a aquisição de mais 6 milhões de unidades desse material.

O planejamento e a definição das estratégias refletem a preocupação da gestão estadual em garantir o acesso dos maranhenses à vacinação. Além da aquisição de insumos, a distribuição dos imunobiológicos também já foi planejada.

Após o recebimento das doses, será seguida uma programação de distribuição às Redes de Frio Regionais por meio de transporte aéreo. A partir desta distribuição, todos os municípios receberão as vacinas por meio do transporte terrestre com vans refrigeradas, já disponíveis em cada uma das regionais de saúde. 

As demais estratégias do Governo do Maranhão para a imunização estarão disponíveis e sistematizadas no Plano Estadual de Vacinação contra a Covid-19, que será divulgado no início da próxima semana.

Simão Cirineu e José Azzolini aceitam convite de Braide para compor sua equipe

Ex-secretários do governo de Zé Reinaldo, os experientes Simão Cirineu e José Azzolini, farão parte da equipe do prefeito eleito de São Luís, Eduardo Braide, respectivamente nas pastas do Planejamento e Fazenda. (Informante JP)

Cinco mil policiais atuarão durante o Carnaval no Maranhão

 

Carnaval
Segurança no Carnaval do Maranhão (Foto: Nael Reis)

Cerca de cinco mil policiais militares atuarão para garantir a segurança na capital durante o carnaval e também nas cidades do interior do estado. O trabalho será realizado do dia 21 a 25 de fevereiro.

“Com o nosso trabalho, desde 2015 conseguimos garantir um carnaval de alegria e paz para a população e visitantes, estamos preparados para manter a segurança nos cinco dias de folia”, destacou o Sec. de Segurança Jefferson Portela.

O planejamento inclui a Polícia Militar, Polícia Civil e Corpo de Bombeiros, além do apoio do Departamento Estadual de Trânsito do Maranhão (Detran-MA) e também Secretaria Municipal de Trânsito e Transportes (SMTT) e Guarda Municipal de São Luís.

Serão montadas barreiras nos circuitos oficiais e o patrulhamento será feito a pé, em viaturas, motos e também com o apoio da equipe de cavalaria e do Centro Tático Aéreo.

“Estamos a postos com todas as unidades da corporação para o que for necessário”, afirmou o Comandante da PM, Cel Pedro Ribeiro.

Os plantões de polícia, o trabalho técnico e científico da Polícia Civil serão também mantidos durante o carnaval com a mobilização do efetivo da Superintendência Estadual de Investigação Criminal (SEIC), da Superintendência de Homicídios e Proteção à Pessoa (SHPP) e da Superintendência de Repressão ao Narcotráfico (Senarc).

Deputados aprovam orçamento do Governo do Maranhão para 2020

 

al-ma ppa

A Assembleia Legislativa do Maranhão realizou uma longa sessão nesta quarta-feira (11), onde aprovou o Projeto de Lei 484/2019, de autoria do Poder Executivo, que prevê o Orçamento do Estado do Maranhão para 2020 estimado para uma receita global de R$ 19.959.908.806,00 (dezenove bilhões, novecentos e cinquenta e nove milhões, novecentos e oito mil e oitocentos e seis reais).

O Projeto de Lei encaminhado pelo governador Flávio Dino contempla todos os setores da administração pública, assim como também prevê recursos para o pagamento dos servidores em geral, especialmente dos pensionistas e aposentados, no exercício de 2020.

Na Mensagem Governamental 081 o governador Flávio Dino reafirma a política de austeridade fiscal e explica os principais aspectos considerados para a elaboração do projeto, que estima receita e fixa a despesa do Estado do Maranhão para 2020.

No PL 484/2019, o Governo do Estado explica que o projeto do Orçamento, formulado em consonância com o Plano Plurianual – PPA 2020/2023, compreende a programação dos Orçamentos Fiscal, da Seguridade Social e dos Investimentos das Empresas nas quais o Estado do Maranhão detém a maioria do capital social, abrangendo as ações de todos os órgãos e entidades dos três Poderes.

“O último quadriênio tem sido marcado por uma grave crise econômica e política, que reduziu a qualidade de vida dos brasileiros, possibilitando o retorno do desemprego, dentre outros problemas sociais”.

Na mensagem o governador ainda ressaltou a quadra de dificuldade no país, mas que mesmo assim, o Maranhão tem sido um dos poucos a manterem suas ações e expansão.

“Diante deste difícil cenário, o Maranhão tem sido, nos últimos quatro anos, um dos poucos Estados do país que conseguiram enfrentá-lo sem abrir mão da expansão dos serviços públicos, investindo em infraestrutura, melhorando diversos indicadores, em especial nas áreas da educação e segurança. As taxas de investimento público do Maranhão, em face da Receita Corrente Líquida, estão entre as mais altas do país, dado que sublima o enorme esforço que tem sido feito”.

Flávio Dino ressalta também que, desde que assumiu o Governo do Estado, vem adotando um conjunto de medidas que combinam a responsabilidade fiscal e social com o objetivo de reduzir as desigualdades, melhorar a qualidade de vida dos maranhenses, sem comprometer o equilíbrio das contas públicas.

Defesa do projeto

O líder do governo na Assembleia Legislativa, deputado Rafael Leitoa (PDT), ocupou a tribuna, durante o encaminhamento da votação da matéria, para defender o projeto. “Tanto o Projeto de Lei do Plano Plurianual 2020/2023 quanto o Projeto da Lei Orçamentária Anual 2020 apresentam uma projeção que organiza políticas públicas e relaciona todos os programas, ações e metas da administração estadual”, frisou.

Rafael Leitoa foi enfático ao afirmar que, mesmo com a crise financeira, o Maranhão tem mantido o aumento de investimentos em áreas prioritárias como Saúde, Educação e Segurança. O líder do governo acrescentou ainda que “o atual cenário de incertezas na economia nacional impõe vários desafios aos Estados”.

Saúde

Na Saúde, o valor previsto chega a mais de R$ 2,34 bilhões, o que permitirá manter o funcionamento dos dez grandes novos hospitais que o Governo do Maranhão abriu desde 2015, além de gerir diversas outras unidades espalhadas pelo Estado.

A Educação chegou ao montante previsto de R$ 2,76 bilhões, sem contar o Instituto de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão (IEMA), a Universidade Estadual do Maranhão (UEMA) e a Universidade Estadual da Região Tocantina do Maranhão (UemaSul), que tiveram aumentos expressivos.

Para o IEMA, a elevação foi de 7,7%, chegando a um total de R$ 221 milhões. Já para as universidades, o aumento foi ainda maior: 35,7% pra a UemaSul e 35,5% para a Uema. Juntos, os dois orçamentos somam R$ 721 milhões.

O líder do governo argumentou ainda que, de acordo com a Mensagem Governamental, o Plano Plurianual foi concretizado a partir de diálogo com todas as regiões do estado, quando, seguindo a diretriz do governo Flávio Dino, equipes da Secretaria de Estado de Planejamento e Orçamento (Seplan)  e da Secretaria de Estado de Direitos Humanos e Participação Popular (Sedihpop) estiveram em todas as regiões do Maranhão ouvindo da população as prioridades para cada território.

Mortes Violentas continuam apresentando redução na Grande ILha

 

reforço
Foto: Reprodução

Mais um mês que apresenta redução Crimes Violentos Letais Intencionais (homicídios, lesão corporal com morte e latrocínio), na Região Metropolitana de São Luís, a redução em outubro foi 32%. O mesmo mesmo em 2018 registrou 38 casos, este ano de 2019 foram 26.

Para o delegado Lúcio Reies, titular da Superintendência de Homicídios e Proteção à Pessoa (SHPP), o trabalho reforçado e planejamento tem sido os principais responsaveis pelos resultados.

“Quando combatemos as mortes violentas, estamos contribuindo para prevenir que crimes como tráfico e roubos venham a ser praticados, pois, as mortes são, na maior parte, decorrentes destes crimes. É um trabalho intenso e permanente com fins a retrair a violência”, pontua o delegado.

Os homicídios, por exemplo, caíram 30%, se comparado outubro de 2018, que teve 37 registros; e o mesmo mês deste ano, com 26 registros. No que refere aos latrocínios, ano passado houve um caso registrado; este ano, nenhum. Da mesma forma, não houve registros de lesões corporais seguidas de morte nos períodos.

Atualmente, o Maranhão possui o maior efetivo policial da história, com mais de 15 mil profissionais nas ruas; a gestão Flávio Dino promoveu vários concursos para nomeação de novos policiais, tanto na Polícia Militar, quanto na Polícia Civil e Corpo de Bombeiros. Além disso, são mais de 1.100 veículos entregues nos últimos anos, e, com isso, a frota de viaturas foi praticamente duplicada. Ainda, novas unidades policiais construídas, reformadas e instaladas por todo o território estadual.

Os Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLIs) são a base da Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp) para medir os índices de violência no país. Outra estratégia é a utilização do comparativo de períodos iguais – vigente e anterior – para determinar evolução ou queda destes números.