Guedes é chamado de ‘tchutchuca’ e sessão na CCJ termina com confusão

 

Paulo-Guedes-na-CCJ-1024x576
Ministro da Economia Paulo Guedes/Foto: Reprodução

Acabou em grande confusão e troca de palavrões a sessão na Comissão de Constituição e Justiça, na noite desta quarta-feira (3), na Câmara Federal, com o ministro da Economia, Paulo Guedes, onde estava sendo debatido a reforma da previdência.

Após o deputado Zeca Dirceu (PT-PR) chamar Guedes de “tigrão” com os aposentados, idosos de baixa renda e agricultores, mas “tchutchuca” com privilegiados do Brasil, o ministro explodiu e reagiu com palavrões e agressões verbais.

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), lamentou o ocorrido.

“Chamar um ministro de ‘tchutchuca’ é um absurdo. É péssimo para a Câmara. Paulo Guedes tem dialogado com respeito com o Parlamento”.

Deputado Fábio Macedo pede desculpas pela confusão que se envolveu no PI

 

IMG-20190309-WA0069
O cantor Léo Cachorrão e o deputado Fábio Macedo/Foto: Reprodução

A detenção e condução do deputado do Maranhão, Fábio Macedo (PDT), na madrugada deste sábado (9), em Teresina, capital do Piauí, continua repercutindo principalmente nas redes sócias.

De acordo com as informações, ele foi conduzido à delegacia após se envolver numa briga com o cantor Léo Cachorrão, durante uma festa na capital piauiense. Na confusão ele teria lesionado um musico na altura da testa, e durante a condução um policial militar foi ferido na mão.

Vídeos e áudios do momento da ação policial se espalharam rapidamente em na internet e redes sociais. Além das acusações de agressão contra o parlamentar, um áudio registra graves ameaças contra policias, atribuídas ao parlamentar.

Segundo o Portal GP1, ao ser ouvido na unidade policial onde foi registrada a ocorrência, Léo Cachorrão informou que a confusão começou por volta das 3h40 da madrugada, quando se apresentava e o deputado pediu para cantar uma música sendo permitido. Mas, quando Fábio Macedo pediu para cantar novamente e ele negou, o deputado teria se irritado e atirado um copo em sua direção que atingiu um dos músicos na testa, que foi levado a uma unidade de saúde em seguida também prestou depoimento na delegacia.

Em principio o deputado seria autuado em flagrante, mas o procedimento acabou se limitando a um TCO (Termo Circunstanciado de Ocorrência), neste caso o acusado é liberado após pagamento de fiança.

Na tarde deste sábado (9), o deputado Fábio Macedo, usou as redes sócias para se desculpar com seus eleitores e o povo do Maranhão. Ele atribui o episódio a problemas de depressão e alcoolismo.

nota

nota2

Márcio Honaiser presta contas de um mês de mandato na AL-MA

 

_20190201_141140
Márcio Honaiser (Secretario de Estado de Desenvolvimento Social)/Foto: Reprodução

Recentemente empossado na Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social, o deputado Márcio Honaiser (PDT), utilizou as redes sócias para prestar contas do mês que esteve à frente do seu mandato na Assembleia Legislativa do Maranhão.

Segundo ele foram várias ações, entre elas: entrega da primeira escola estadual de Feira Nova, Farol do Saber de Fortaleza dos Nogueiras e participação na assinatura da ordem de serviço do Centro de Hemodiálise de Balsas, ao lado do prefeito Erik, ele ainda articulou a construção da quadra da Batavo.

Na Assembleia foi autor de indicações solicitando ao Governo do Estado a reforma do Mercado do Bequimão (Cobal), em São Luís, Escolas Dignas para Buritirana e Agrovila, em Loreto, as praças São José e Centenário, para São José dos Basílios e Benedito Leite, respectivamente, além da Escola Agrícola de Itinga e o Parque Ambiental de São Domingos do Azeitão.

Ele também foi autor de requerimento para a retomada da implantação de sistemas de abastecimento de água nos povoados Saco Grande e Olho D’Água, em Benedito Leite e destinação de emenda para quadra poliesportiva em Feira Nova.

De acordo com Márcio Honaiser, “o trabalho pela nossa população continua, como deputado e secretário de desenvolvimento social”.

Deputado Marco Aurélio vai liderar o bloco do governo na Assembleia

 

marco-aurc3a9lio-ccj.jpg
Deputado Marco Aurélio (PCdoB)/Foto:Reprodução

Do Blog do Jorge Vieira – O deputado Professor Marco Aurélio (PCdoB) deverá ser anunciado na sessão desta terça-feira (05) como novo líder da bancada do governo no plenário da Assembleia Legislativa. Embora seja considerado uma espécie de unanimidade, o parlamentar comunista colhia assinaturas durante a abertura dos trabalhos nesta tarde de segunda-feira (04) para assumir com aval de todos que compõem o grupo.

“Deputado, se o senhor é considerado um nome de consenso no bloco, porque ainda colher assinaturas”, questionou o titular deste blog. Aurélio observou que a indicação da liderança do bloco é uma escolha feita entre os parlamentares, sem interferência do Palácio dos Leões, por isso é importante para ele que todos assinem o manifesto de apoio. Até o final da tarde de hoje, o deputado já havia colhido as 26 assinaturas do bloco que comandará referendando sua condição de líder.

Professor Marco Aurélio, uma das boas revelações da legislatura passada, deverá comandar um bloco composto de  26 deputados filiados ao PCdoB, PDT, DEM, PSB, PROS, PTB, PRTB,PSL PT e PRB. Já PP e Solidariedade formarão um bloquinho também governista. O bloco de oposição ao governo contará apenas Arnaldo Melo (MDB), Adriano Sarney (PV), César Pires (PV), Roberto Costa (MDB) e Wellington do Curso (PSDB).

Flávio Dino cobra Bolsonaro postura de Presidente da República

 

dino-bolsonaro-600x300 (1)
Governador Flávio Dino e o Presidente Jair Bolsonaro/Foto: Reprodução

O governador do Maranhão, Flávio Dino, assim como milhares de brasileiros, se posicionou sobre a decisão do deputado federal Jean Wyllys, que desistiu do mandato e resolveu deixar o Brasil, por medo de morrer.

Flávio Dino usou sua conta no twitter para sugerir ao presidente Jair Bolsonaro,  postura básica de respeito e defesa da democracia brasileira, em razão da posição e cargo que exerce.

O presidente teria comemorado, também no twitter, ao saber da decisão de Wyllys.

screenshot_2019-01-25-09-14-30

Jean Wyllys sai do país e abandona mandato; Presidente comemora

 

jean-wyllys-1
Deputado e ativista gay Jean Wyllys (PSOL-RJ), eleito para o 3º mandato decide abandonar o país por medo de ser morto/Foto: Reprodução

Em meio à grande repercussão da notícia de que o deputado federal Jean Wyllys (PSOL-RJ) abandonou seu terceiro mandato e anunciou que deixará o Brasil, o presidente Jair Bolsonaro postou no Twitter a mensagem “grande dia”, sem citar nomes.

screenshot_2019-01-24-17-13-31

Primeiro e único parlamentar assumidamente gay no Congresso, Jean foi o principal rival de Bolsonaro na Câmara.

“Preservar a vida ameaçada é também uma estratégia da luta por dias melhores. Fizemos muito pelo bem comum. E faremos muito mais quando chegar o novo tempo, não importa que façamos por outros meios! Obrigado a todas e todos vocês, de todo coração. Axé! ✊”, publicou o deputado em suas redes sociais.

A relação do comentário de Bolsonaro com Jean também foi feita por muitos internautas nos comentários da postagem, que passaram a criticar a xingar o presidente.

(Do  Brasil 247 com edição)

Othelino Neto faz balanço em tom conciliador, marca de sua gestão

 

hotelino
Othelino Neto (Presidente da Assembleia Legislativa do Maranhão)/Foto: Reprodução

O presidente da Assembleia Legislativa, deputado Othelino Neto (PCdoB), fez no inicio da semana, um balanço de fim de ano e uma saudação especial aos quatros deputados estaduais maranhenses eleitos para a Câmara Federal.

Os deputados Bira do Pindaré (PSB), Eduardo Braide (PMN), Josimar de Maranhãozinho (PR) e Edilázio Júnior (PSD) se despediram do Plenário da Casa, com discursos emocionados e cheios de apartes.

“Nessa sessão de despedidas, quero parabenizar todos os deputados estaduais, mas, em particular, os quatro que se elegeram deputados federais, a começar pelo deputado Bira, que também teve dois mandatos de deputado estadual e, agora, vai para esse novo desafio. Um deputado sempre aguerrido, sempre com posições muito fortes. Quero desejar ao deputado Bira sucesso lá em Brasília”, iniciou.

Valentia e aprendizado

O presidente da Assembleia registrou, ainda, a valentia do deputado Stênio Rezende (DEM), que lançou a sua esposa Andreia Rezende (DEM) como candidata a deputada estadual, após passar por um momento muito difícil, quando do acidente que os vitimou. “Mas, graças ao trabalho político que o casal vem fazendo, ela, mesmo sem poder fazer campanha, foi eleita e será diplomada deputada estadual, apesar dos graves problemas de saúde que enfrentou”, disse.

Othelino Neto afirmou que a legislatura foi de muito aprendizado, apesar de um momento de muita tristeza, quando da morte do presidente Humberto Coutinho.

“Ele, certamente, hoje, está em bom lugar, embora faça muita falta para nós, mas foram quatro anos de muito aprendizado, onde pessoas que eu não conhecia, aprendi a conviver e, hoje, temos uma relação e tenho relação muito boa com todos os deputados”, afirmou.

Por fim, fez uma saudação ao deputado Rogério Cafeteira (DEM), classificando-o como um grande líder do governo. “A Assembleia Legislativa produziu muito a favor do Maranhão, cada um do seu jeito. Cada um dos deputados deu a sua contribuição, os debates que aconteceram foram saudáveis, porque o Parlamento tem que ser plural, como é a Assembleia Legislativa. Momentos de divergências, que se acabavam aqui na tribuna e, quando os deputados desciam, se cumprimentavam, se abraçavam e cada um seguia a vida defendendo as suas posições e aquilo em que acreditam. A Assembleia do Maranhão fez bem o seu papel, nos seus últimos quatro anos. A renovação que aconteceu é natural da democracia. Aqueles que não conseguiram renovar os seus mandatos certamente terão outras oportunidades nas urnas”, finalizou.